13/03/2018 às 10h20

Palestras e apresentações culturais marcam o primeiro dia da missão “Governança Local do Turismo” em Minas Gerais

imageEquipe da Agtur e Sebrae-TO durante palestra sobre descentralização das políticas de turismo da Secretaria de Turismo de Minas Geras (Setur/MG)

Equipe da Agtur e Sebrae-TO durante palestra sobre descentralização das políticas de turismo da Secretaria de Turismo de Minas Geras (Setur/MG)

Fotógrafo: Divulgação

Fechar

Malena Mota

 

O primeiro dia da missão técnica “Governança Local do Turismo”, realizada como um dos mais importantes eventos programados dentro do projeto de estruturação do polo turístico de Taquaruçu, realizado pelo Sebrae-TO e Agência Municipal de Turismo (Agtur), teve início com um workshop de boas-vindas na cidade mineira de Lagoa Santa. O evento aconteceu na manhã dessa segunda-feira, 12, e como principal palestrante da manhã, a apresentação da diretora de regionalização e descentralização das políticas de turismo da Secretaria de Turismo de Minas Geras (Setur/MG), Ana Flávia Nogueira. 

 

Durante a sua explanação, a diretora apresentou um aparato técnico das ações que levaram o estado de Minas Gerais a ser um dos exemplos de governança no turismo no Brasil, segundo ela o estado possui atualmente 47 circuitos turísticos, e mais um que deverá receber a certificação ainda este ano. Ela exemplificou como operacionalizou e sistematizou todo o processo de inventário turístico, para que estes circuitos recebessem a certificação, tais como, aplicação de certificados em plataforma online, para que o próprio município participasse ativamente do processo. “A questão cultural é uma barreira, e a mudança cultural é um processo, mas quando há um envolvimento regional, e o governo também consegue dar andamento rápido as demandas, todos saem ganhando no processo”, afirmou a diretora.

 

Em seguida, no período da tarde o grupo teve a oportunidade de conhecer um pouco da gastronomia mineira, na cidade de Lagoa Dourada, onde o carro-chefe da cidade é “o famoso rocambole”, enrolado e recheado na hora, com os tradicionais recheios mineiros de doce de leite e goiabada, aos mais requintados sabores como mousse de limão, trata-se de uma receita originalmente da família do libanês, Miguel Youssef e sua esposa brasileira, D. Dolores, transmitidas há mais de um século de geração a geração. Na oportunidade os participantes da missão puderam constatar como é possível agregar a gastronomia ao turismo.

 

Seguindo o cronograma, o grupo foi conhecer a sede do circuito Trilhas dos Inconfidentes, e também as atividades de regionalização do Conselho Municipal de Turismo (Comtur) de Tiradentes. O circuito de Trilhas dos Inconfidentes trabalha com 23 municípios associados na região, buscando descobrir as potencialidades das regiões, para que essas despontem cada vez mais em todo o seu potencial turístico, como a criação da rota dos queijos, e muitos outros eventos, tais como o festival de biscoito com café, por exemplo. “Nosso trabalho aqui é a promoção dos destinos do circuito, e principalmente ressaltando o que estas 23 cidades têm em comum, que é a gastronomia, cultura e religiosidade”, enfatizou Marcos Vinícius da Costa, gestor do circuito.

 

Marcos, que também é presidente do Comtut de Tiradentes, falou das dificuldades de manter o turismo de qualidade na cidade de Tiradentes, pois apesar de ser um destino consolidado, este enfrenta alguns problemas atípicos de uma cidade histórica com grandes restrições para realizações de eventos, por isso, segundo ele, o conselho é bastante ativo. “Precisamos definir que tipo de turismo nós queremos para a nossa cidade, e não adianta para nós aqui de Tiradentes, onde já temos um turismo consolidado, trazer eventos que possam trazer mais perdas que ganho para a cidade”, enfatizou o presidente.

 

Na última atividade dia do grupo, o encontro aconteceu nas ruas da histórica cidade de São João Del Rei, com a apresentação cultural, que mesclava teatro, história da cidade e lendas regionais, do grupo de teatro “Lendas São Joaninas”, que realizou um espetáculo especialmente para receber o grupo de Palmas. A cia teatral que nasceu de um projeto de uma cooperativa de guias de turistas em 2006, hoje faz espetáculos semanalmente a grupos específicos que visitam a cidade, e segundo os organizadores, trata-se de um projeto que visa garantir que a cultura das lendas da cidade permaneça vivas no imaginário das pessoas, e principalmente que o turista possa ter esse contato, e se sentir um pouco parte da história do local.

 

Para a empresária de um grupo de cinco empresas que são atendidas pelo projeto de Taquaruçu, Marlene Costa, todo esse conhecimento que tem vivenciado no projeto será de muita importância para suas empresas e para Taquaruçu. “Queremos muito que dê certo, pois temos muitas coisas boas em Taquaruçu, que podem ser resgatadas, e melhoradas, e depois que o projeto entrou em nossas vidas houve uma melhora significativa nos nossos negócios”, disse a empresária.

 

A analista técnica do Sebrae-TO, Ana Flávia, ressalta que um dos objetivos da missão é mostrar aos empreendedores que eles podem ser os protagonistas do desenvolvimento do turismo em Taquaruçu. “São grupos pequenos como estes que fazem a diferença, é o que temos visto nos destinos que deram certo, e é isso que queremos para Taquaruçu”, ressaltou a analista.

 

O presidente da Agência Municipal de Turismo (Agtur), Eudes Assis, disse ser um dos grandes incentivadores do projeto, e estando nessa missão pode ver como é possível, com um trabalho de base com os empreendedores locais, fazer de Taquaruçu uma grande potência no turismo.  “Sou um apaixonado pelo projeto de Taquaruçu, e vindo aqui puder ver que estamos no caminho certo, pois estamos trabalhando na base, que é o fortalecimento dos empreendedores”, finalizou o gestor.

 

Projeto de estruturação

 

A Missão técnica faz parte do Projeto de Estruturação do Polo Turístico de Taquaruçu, que tem como objetivo estruturar a atividade turística na região, por meio de capacitações e supervisões técnicas. A proposta é garantir a atualização constante de agentes e microempresários que atendem visitantes das atrações locais sobre como a qualidade do atendimento ao turista.

 

O projeto garantiu ainda o mapeamento georreferenciado dos atrativos naturais e seus acessos, atualização da descrição das características físicas, nível de dificuldade de trilhas de acessos, capacidade de carga de atrativos, fluxo de pessoas e a construção de destinos turísticos para orientar o desenvolvimento das potencialidades locais. De modo que seja garantida a atuação com ênfase na formação e no fortalecimento de redes de empreendedores, articulando parcerias locais e identificando novas oportunidades de atuação, além de orientação aos empreendedores e disseminação de conhecimento.

Portal do Contribuinte

Aqui você encontra os serviços on-line disponibilizados pela prefeitura.

Nota Quente

Programa de incentivo à emissão de notas fiscais gerando crédito para concorrer a prêmios.

Utilidade pública

Este espaço facilita o acesso do cidadão aos serviços prestados pelo município.

Servidor

Canal destinado à assuntos dedicados ao servidor público municipal.

Concursos

Canal destinado à concursos realizados pela Prefeitura de Palmas.

Turista

Conheça Palmas. Seus pontos turísticos, sua diversidade e eventos você encontra aqui.

PROJETOS E AÇÕES

+ PROJETOS E AÇÕES