22/11/2016 às 17h13

Palmas se destaca em pesquisa nacional sobre Limpeza Urbana

image

Fotógrafo: Aline Batista

Fechar
image

Fotógrafo: Aline Batista

Fechar
image

Fotógrafo: Júnior Suzuki

Fechar
image

Fotógrafo: Valério Zelaya

Fechar

Andréia Rocha

De acordo com o Índice de Sustentabilidade da Limpeza Urbana (ISLU), estudo realizado pelo Sindicato das Empresas de Limpeza Urbana – Selur e pela empresa PricewaterhouseCoopers (PwC) Brasil, Palmas ocupa a quinta colocação entre as capitais que obtiveram coeficiente C na avaliação, estando à frente de Goiânia, Campo Grande e Brasília. O estudo, divulgado nesta segunda-feira, 21, analisou os serviços de limpeza urbana de 1.721 municípios brasileiros, avaliando o cumprimento das propostas definidas pela Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS).

 

 

A pesquisa dividiu os municípios em cinco coeficientes, cada um com um intervalo de pontuação. Na categoria C, cuja média de pontos varia entre 0,699 e 0,600, foram classificadas 59 cidades, entre elas, 15 capitais. Palmas alcançou a nota 0,670, com base em indicadores como o Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM), materiais coletados sobre massa  coletada e porcentagem da população atendida pelos serviços de limpeza urbana. Neste último quesito, Palmas tem avançado muito e, em áreas regularizadas, possui atualmente 100 % da sua população com o lixo coletado na porta de casa. O serviço de coleta funciona em toda a Cidade de segunda a sábado.

 

Para João Marques, lixólogo do Aterro Sanitário de Palmas, a avaliação do ISLU só confirma os avanços e os investimentos da gestão municipal sobre a coleta de resíduos sólidos. “Nosso aterro sanitário, hoje referência nacional, está em fase de ampliação. A quinta célula terá capacidade para 250 milhões de toneladas de resíduos sólidos, o que vai potencializar ainda mais o armazenamento”, disse Marques. 

 

O aterro sanitário da Capital está localizado em uma área de 92,914 hectares, sendo que 40% dessa área está sendo utilizada. O local recebe em média 260 toneladas de lixo por dia e atende a Lei 12.305/2010 que determina o fim dos lixões no país.

 

Além do Aterro, Palmas possui o Ecoponto, cuja finalidade é acondicionar de forma correta pneus que são deixados pelas borracharias e pela própria população. O material é devolvido para as indústrias, o que permite um novo ciclo de fabricação, processo conhecido como logística reversa. A média mensal é de 230 toneladas.   

 

 

A Pesquisa

 

O ISLU é avaliado a partir de cinco coeficientes, cuja pontuação varia de 0 a 1.  O coeficiente A requer pontuação acima de 0,800; o B apresenta pontuação entre 0,799 a 0,700; C tem o intervalo de 0,699 a 0,600; D de 0,599 a 0,500; e, por último, o coeficiente E, que apresenta pontuação abaixo de 0,499.

 

A metodologia de cálculo possibilita analisar os serviços de limpeza urbana dos municípios brasileiros, segundo parâmetros da PNRS. Os indicadores utilizados são, entre outros, sustentabilidade financeira, impacto ambiental e saúde pública.

 

Portal do Contribuinte

Aqui você encontra os serviços on-line disponibilizados pela prefeitura.

Nota Quente

Programa de incentivo à emissão de notas fiscais gerando crédito para concorrer a prêmios.

Utilidade pública

Este espaço facilita o acesso do cidadão aos serviços prestados pelo município.

Servidor

Canal destinado à assuntos dedicados ao servidor público municipal.

Concursos

Canal destinado à concursos realizados pela Prefeitura de Palmas.

Turista

Conheça Palmas. Seus pontos turísticos, sua diversidade e eventos você encontra aqui.

PROJETOS E AÇÕES

+ PROJETOS E AÇÕES