05/12/2018 às 12h51

4ª Conferência Municipal levanta propostas para incremento de políticas públicas para idosos

imageAuditório lotou na abertura da 4ª Conferência Municipal de Direitos da Pessoa Idosa

Auditório lotou na abertura da 4ª Conferência Municipal de Direitos da Pessoa Idosa

Fotógrafo: Divulgação Sedes

Fechar
imageSecretária de Desenvolvimento Social, Valquíria Rezende, participou da solenidade de abertura

Secretária de Desenvolvimento Social, Valquíria Rezende, participou da solenidade de abertura

Fotógrafo: Divulgação Sedes

Fechar
imageFrequentadora do Parque, Maria das Graças, representou os idosos

Frequentadora do Parque, Maria das Graças, representou os idosos

Fotógrafo: Divulgação Sedes

Fechar
imagePela manhã, ou ouvintes participaram também da leitura e aprovação do Regimento Interno da Conferência

Pela manhã, ou ouvintes participaram também da leitura e aprovação do Regimento Interno da Conferência

Fotógrafo: Divulgação Sedes

Fechar
imageIdosos tiverem massiva participação

Idosos tiverem massiva participação

Fotógrafo: Divulgação Sedes

Fechar

Juliana Matos


A 4ª Conferência Municipal de Direitos da Pessoa Idosa, aberta nesta quarta-feira, 04, no auditório do Parque do Parque da Pessoa Idosa Francisco Xavier de Oliveira, em Palmas, iniciou pela manhã os debates que vão culminar em propostas para criação e melhoria de políticas públicas voltadas para uma parcela da população que cresce a cada dia. A programação continua à tarde. O tema da conferência deste ano é Os Desafios de Envelhecer no Século XXI e o Papel das Políticas Públicas.

 

 

A Sandra Rabello, convidada para a conferência magna que abriu os trabalhos, afirmou que vivemos um contexto oportuno à discussão dos direitos da pessoa idosa e que investir no envelhecimento ativo é o caminho.  “O envelhecimento ativo saudável é uma das recomendações da Organização Mundial de Saúde. Estar em espaços como este e investir para que esses espaços possam acolher mais idosos em Palmas e garantir mais serviços de qualidade é um serviço exemplar. É preciso ter em mente a importância de se trabalhar o fomento a esses recursos porque política pública só se faz concreta com financiamento concreto”, disse a conferencista.

 

 

Sandra é membro do Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa Idosa do Rio de Janeiro, coordenadora da área de extensão da Universidade Aberta da Terceira Idade, ligada à Universidade Estadual o Rio de Janeiro (Uerj), e membro da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia.

 

 

Pela manhã, ou ouvintes participaram também da leitura e aprovação do Regimento Interno da Conferência. À tarde, a partir das 14 horas, se iniciam os debates dos Grupos de Trabalho sobre os Eixos Temáticos: Direitos Fundamentais na Construção/Efetivação das Políticas Públicas; Educação; Enfrentamento da Violação dos Direitos Humanos da Pessoa Idosa e os Conselhos de Direitos: seu papel na efetivação do controle social na geração e implementação das políticas públicas.

 

 

Além do poder público, pessoas idosas e representantes do terceiro setor, a participação da comunidade é bem-vinda. “É importante falar sobre direitos da pessoa idosa nesse momento por várias razões. Primeiro porque o envelhecimento no Brasil cresce de maneira espantosa e segundo porque já temos marcada para novembro de 2019 a conferência Nacional de Direitos da Pessoa Idosa, que depende de todas as conferências municipais e estaduais para levantar as propostas que serão encaminhadas ao Congresso para se transformarem em políticas públicas”, justificou Sandra Rabello.

 

 

A presidente do Conselho Municipal de Direitos da Pessoa Idosa de Palmas (Comdipi), Simone Fontenele, explicou que a conferência reúne as propostas trabalhadas nas duas pré-conferências que aconteceram na região Norte e Sul da Capital e abre espaço para mais sugestões. “Vamos avaliar as deliberações da última conferência, verificar os avanços e propor melhorias para fortalecimento da política pública da pessoa idosa em Palmas. Todos estão convidados a participar”, disse Simone.  A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e o Comdipi são parceiros na organização da conferência.

 

 

Confira a continuação da programação

 

 

Dia 05 (quarta-feira) - tarde

 

 

14 horas – Orientações dos Grupos de Trabalho e Eixos Temáticos – 1. Direitos Fundamentais na Construção/Efetivação das Políticas Públicas. I. Subeixos: Saúde, Assistência Social, Previdência, Moradia, Transporte, Cultura, Esporte e Lazer. 2. Educação: assegurando direitos e emancipação humana. 3. Enfrentamento da Violação dos Direitos Humanos da Pessoa Idosa. 4. Os Conselhos de Direitos: seu papel na efetivação do controle social na geração e implementação das políticas públicas.

 

15 horas – Intervalo

 

15h15 - Plenária dos grupos/debate/aprovação das propostas deliberadas

 

17 horas – Encerramento

 

 

 

Dia 06 (quinta-feira)

 

8h30 - Apresentação cultural

 

9h - Leitura e aprovação das Deliberações da 4ª Conferência Conferência Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa de Palmas

 

10 horas - Eleição dos Delegados(as)

 

11h30 - Apresentações de moções/Encaminhamento final

 

12 horas - Encerramento

Portal do Contribuinte

Aqui você encontra os serviços on-line disponibilizados pela prefeitura.

Nota Quente

Programa de incentivo à emissão de notas fiscais gerando crédito para concorrer a prêmios.

Utilidade pública

Este espaço facilita o acesso do cidadão aos serviços prestados pelo município.

Servidor

Canal destinado à assuntos dedicados ao servidor público municipal.

Concursos

Canal destinado à concursos realizados pela Prefeitura de Palmas.

Turista

Conheça Palmas. Seus pontos turísticos, sua diversidade e eventos você encontra aqui.

PROJETOS E AÇÕES

+ PROJETOS E AÇÕES