CATEGORIAS

BLOG DE NOTICIAS

Projeto de escola do campo de Buritirana representará Palmas na Febrace 2020

10 de March de 2020 às 18:06min | Educação

Os alunos Gustavo Alves, Samuel Cavalcante e Sophia Lira de Paula, embarca no próximo domingo, 15, para São Paulo

Redação Semed

Semed

A Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace), realizada pela Universidade de São Paulo (USP), que acontecerá no período de 16 a 20 de março


Uma equipe da Escola do Campo ETI Luiz Nunes de Oliveira, do Distrito de Buritirana, composta pelos alunos Gustavo Alves, Samuel Cavalcante e Sophia Lira de Paula, embarca no próximo domingo, 15, para São Paulo, para participar do maior evento de popularização da ciência do País, a Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace), realizada pela Universidade de São Paulo (USP), que acontecerá no período de 16 a 20 de março, na capital paulista.

 


O projeto ‘Leitura e Interpretação de Pictogramas em Bulas e Rótulos de Agrotóxicos’, desenvolvido pelos educandos sob a orientação do professor Rosielson Soares teve como objetivo avaliar se os agricultores comuns e os trabalhadores rurais (particularmente, os aplicadores de agrotóxico) da região de Buritirana, leem corretamente os pictogramas contidos nas bulas/rótulos de agrotóxicos. O projeto conquistou o direito de representar Palmas, após conquistar o primeiro lugar geral, vencedor do ‘Prêmio Destaque Febrace’ da Feira de Empreendedorismo, Ciências e Tecnologia (Fecit 2019).


 

Segundo o professor Rosielson Soares, o contexto da pesquisa perpassou o ensino de língua portuguesa, estabelecendo a importância da leitura de pictogramas (desenhos de objetos) em bulas de agrotóxicos no contexto do campo. “Este trabalho está sendo desenvolvido há mais de um ano, de modo que, os resultados apresentados são de muita relevância para a sociedade, com particular atenção, aos trabalhadores do campo. A intenção é promover a importância da leitura e da interpretação das instruções pictográficas contidas no texto-bula de produtos agroquímicos”, afirma.

 


“Não representaremos somente a nossa escola, mas a educação palmense e o Estado do Tocantins em um evento organizado por uma das melhores universidades do Brasil e do mundo, a Universidade de São Paulo”, disse Sophia Lira, aluna do 9º ano.

 

Além dos pesquisadores, compõe a equipe o diretor da ETI, professor Ademir Bandeira, a superintendente de Avaliação e Desempenho Educacional da Semed, Anice Moura e a coordenadora geral da Fecit, Monique Vermuth Figueras.


Voltar