CATEGORIAS

BLOG DE NOTICIAS

Em dois meses de operação, estacionamento rotativo recebe aprovação por parte da população

02 de April de 2015 às 11:48min | Estacionamento Rotativo

Wédila Jácome

Júnior Suzuki

Com o início da operacionalização no dia 2 de fevereiro, o Sistema de Estacionamento Rotativo recebe aprovação por parte da população, principalmente daqueles que sofriam para encontrar uma vaga de estacionamento, para resolver algo simples na Avenida JK, como é o caso do produtor rural Reyton Luiz Pereira, 59 anos. “Antes era impossível estacionar tranquilamente na Avenida JK, hoje, com a instalação do sistema, consigo estacionar tranquilamente”.



 

Para o empresário Nélio Alessandro Sousa Cruz, 39 anos, gerente de uma farmácia, “o estacionamento rotativo é necessário, pois disponibiliza vagas para a sua clientela, sendo que, antes, estacionar na Avenida JK era um caos.”



 

O empresário Gabriel Brito, 23 anos, diz concordar com a instalação do sistema, uma vez que “os clientes agora conseguem achar vagas com maior facilidade.” Gabriel também pede maior quantidade de agentes nos bolsões de estacionamentos.



 

Outro ponto positivo pode ser constatado pelo posicionamento do empresário Élvio Quirino em uma rede social, que reforça que o estacionamento rotativo não foi fator de redução no número das vendas no comércio da JK. “A empresa fechou o mês de março de 2015 com o maior volume mensal de vendas em 6 anos. Somos Líderes de mercado no Tocantins e Região.”



 

 

Segundo o secretário municipal de Acessibilidade, Mobilidade, Trânsito e Transporte (SMAMTT), Christian Zini, destaca que toda mudança gera certo desconforto e para alguns até transtornos, mas essa implantação se faz necessária para democratizar as vagas e organizar os estacionamentos públicos.



 

O prefeito Carlos Amastha lembra que todo valor repassado pelo Sistema de Estacionamento Rotativo ao Município de Palmas será revertido ao Fundo Municipal de Mobilidade, que utilizará o recurso para ajudar a subsidiar as passagens do transporte público coletivo. “A passagem não será gratuita, mas esse valor ajudará o poder público a subsidiar parte da passagem”, acrescentou.



 

Balanço

 

Neste 1º de abril, quando entra em operação a expansão do sistema nos bolsões de estacionamento do entorno das quadras 104 Norte e 104 Sul, a Secretaria Municipal de Acessibilidade, Mobilidade, Trânsito e Transporte (SMAMTT) divulga o balanço repassado pela empresa Infosolo Informática Ltda, responsável pela operacionalização do sistema.



 

Desde que o estacionamento passou a ser pago pelos usuários nas vagas demarcadas e com QR- Code (código para a realização de check-ins e check-out), nos oito bolsões de estacionamento da Avenida JK, o sistema registrou um total de 82.731 check-ins, tendo uma média de 1.000 usuários por dia, tendo 5 mil usuários cadastrados no aplicativo Blue.


 

Nas vagas especiais de estacionamento destinadas aos idosos e as pessoas com necessidades especiais de locomoção foram realizadas 500 check-ins. O tempo médio por check-in foi de 34 minutos. Nesses dois primeiros meses, foram emitidas 2.257 notificações, causadas por falta de check-in ou por extrapolar as duas horas de permanência.



 

A somatória das vendas e notificações feitas nos dois primeiros meses foi de R$ R$ 124.709,50, sendo que 7,5% desse valor (R$ 9.353,22) será repassado para o Fundo Municipal de Mobilidade. Assim como determinado em contrato, além dos 7,5%, a empresa também fará outros repasses em obras, a exemplo de calçadas e equipamentos de infraestrutura, chegando a dois milhões em obras.  As notificações geraram o total de R$ 11.285,00.



 

Os usuários fizeram pouco uso dos quatro pontos de vendas localizados entre os bolsões de estacionamentos da Zona Azul na avenida JK, que registraram vendas apenas para 200 pessoas. Os agentes de estacionamento realizaram cerca de 40 mil check-ins, os demais foram efetuados através do aplicativo Blue.



 

A Zona Azul compreende as vagas dos bolsões de estacionamento da Avenida JK e da primeira rua paralela a ela. Já a Zona Verde compreende as demais ruas paralelas a JK. Nesse primeiro momento, o sistema está operando em 39 bolsões, sendo 11 na Zona Azul, que abrange 900 vagas, e 28 na Zona Verde, compreendendo 2.693 vagas.

 


Melhorias

 

Além de democratizar e organizar as vagas, antes ocupadas por comerciantes e funcionários, o estacionamento rotativo trará de benefício para Palmas mais de R$ 2 milhões em obras de infraestrutura. Já foi iniciada a construção de calçadas, em breve serão instaladas câmaras de monitoramento, que também auxiliarão na segurança pública, e será construído um espaço para os vendedores de chambari (prato típico local), que hoje ocupam um estacionamento conhecido como ‘Feira da Gambira’.



 

Em reunião com os comerciantes da JK e representantes da empresa Infosolo, o secretário Cristhian Zini anunciou também a lei de regulamentação da carga e descarga com horários, volume, veículos menores; maior sinalização nas áreas do estacionamento, o que já foi realizada; prazos para as implantações das obras civis; internet Wi-Fi disponível para usuários do sistema rotativo; trabalho de promoção integrada entre a empresa Blue, município e empresários da JK, com possibilidades de descontos; implantação de estacionamento rotativo em outros locais, a exemplo da Avenida Tocantins.



 

A partir do dia 15, a Linha Eixão irá ter rota em horários intercalados pela Avenida JK. Também foi proposta a revitalização da Avenida JK. Já a empresa Infosolo anunciou melhorias no aplicativo Blue, que passará dentro de poucos dias a ser mais interativo, disponibilizando ferramenta que permite o usuário verificar a quantidade de vagas que estarão disponíveis através do celular, além da criação do adesivo QR-Code e Cartão Pré-Pago, que permitirá ao agente descontar a partir da leitura do código colado no para-brisa do carro.

 


Voltar