CATEGORIAS

BLOG DE NOTICIAS

Palmas será cidade polo na implantação do Projeto de Gestão do Cuidado Farmacêutico do Ministério da Saúde

13 de March de 2020 às 18:13min | FESP

A farmacêutica e coordenadora da Fesp, Karolyne Botelho Marques, lembra que Palmas já vinha desenvolvendo a implantação do cuidado farmacêutico na rede através da residência

Redação Fesp

Raíza Milhomem

Evento aconteceu na tarde desta sexta-feira, 13, na sede do Instituto Vinte de Maio, onde funciona a sede da Fundação


A Capital do Tocantins, Palmas, foi escolhida pelo Ministério da Saúde (MS) para ser uma das cidades polos na implantação do Projeto de Gestão do Cuidado Farmacêutico, desenvolvido pelo Hospital Alemão Oswaldo Cruz, em parceria com o Ministério e o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems).

 

 

Para firmar o convênio com as instituições parceiras o secretário da Saúde de Palmas, Daniel Borini, a coordenadora do Programa de Residência Multiprofissional em Saúde da Família e Comunidade da Fundação Escola de Saúde Pública de Palmas (Fesp), Karolyne Botelho Marques, que no ato representou a presidente da Fesp, Jaciela Leopoldino, assinaram o termo de adesão do município de Palmas ao projeto.

 

 

O evento aconteceu na tarde desta sexta-feira, 13, na sede do Instituto Vinte de Maio, onde funciona a sede da Fundação. Participaram da solenidade de assinatura, farmacêuticos da rede de Saúde de Capital, residentes e preceptores de farmácia, profissionais de saúde e representantes da cidade de Colméia, município do Tocantins que também receberá o apoio do MS.

 

 

O consultor do Hospital Oswaldo Cruz, Felipe Carvalho, que conheceu o trabalho realizado na Capital em relação ao cuidado farmacêutico, conta que observou como a equipe estava focada no processo do cuidado farmacêutico e mobilizada neste processo já tinha identificado essas necessidades e já tentado implantar por meio da residência essas metodologias na rede.

 

 

“Esse projeto é nacional, pelo qual foram selecionados 30 polos. Palmas foi escolhida como polo, devido ao trabalho realizado. A ideia é que o Projeto traga um olhar humanizado para assistência ao usuário que faz uso de medicamentos, ajudando o farmacêutico a resignificar o seu papel, qualificando a assistência, não só pensando na oferta do produto, mas como fazer para que este produto tenha resultados positivos para este paciente”, explica.

 

 

A farmacêutica e coordenadora da Fesp, Karolyne Botelho Marques, lembra que Palmas já vinha desenvolvendo a implantação do cuidado farmacêutico na rede através da residência, por meio da atuação dos residentes que hoje compõem a equipe multiprofissional.

 

 

“Vejo de forma muito positiva o apoio do Ministério da Saúde, do Hospital Oswaldo Cruz e do Conasems no sentido de fortalecer as ações do farmacêutico com a equipe multiprofissional de forma integrada. Esse apoio, que iniciou com a construção do projeto, vai ajudar bastante a todos os municípios contemplados. Como Palmas já tem ações implantadas, o apoio vai fortalecer a implementação dessas ações em toda a rede de Saúde”, avalia.

 

 

Karolyne acrescentou que a gestão quer avançar neste cuidado que hoje é desenvolvido pelos residentes que compõem a equipe multiprofissional, ampliando este cuidado para as farmácias distribuídas nos territórios,

 

 

Em sua fala o secretário de Saúde de Palmas, Daniel Borini, destacou a importância do apoio do Ministério da Saúde neste momento. Segundo ele, o município já estava discutindo essa reorganização da equipe multiprofissional e a atuação do farmacêutico neste contexto. “Entendemos que o mais importante não é somente a dispensação do medicamento, e sim o seu uso correto. E esse apoio, que propõe a capacitação da gestão do cuidado, vem nos ajudar justamente neste sentido, que é melhorar e propiciar o uso racional dos produtos, fazendo os profissionais repensarem as práticas dentro da assistência farmacêutica”, espera.

 

 

O Projeto de Gestão do Cuidado Farmacêutico, desenvolvido pelo Hospital Oswaldo Cruz, em parceria com o Conasems, desenvolvido no âmbito do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (Proadi-SUS), será executado na Atenção Básica com capacitação, qualificação dos serviços de Assistência Farmacêutica e integração das práticas de cuidado na equipe de saúde que tem como objetivo o fortalecimento da implementação de políticas públicas no Sistema Único de Saúde (SUS).


Voltar