CATEGORIAS

BLOG DE NOTICIAS

Exposição mostra a trajetória de Siqueira Campos e o movimento que criou o Tocantins

15 de March de 2019 às 11:55min | Homenagem

Mostra ficará aberta até 19 de junho, das 8 às 18 horas, no Memorial Coluna Prestes

Deni Rocha

Edu Fortes

Mostra ficará aberta até 19 de junho, das 8 às 18 horas, no Memorial Coluna Prestes

O ex-governador Siqueira Campos ganhou uma exposição com o tema: Um estadista do setentrião goiano, relembrando toda sua trajetória, a criação do Estado e a valorização do povo do norte goiano, homenagem realizada no Memorial Coluna Prestes, em Palmas, aberta oficialmente na noite desta quinta-feira, 14. A exposição ficará aberta às escolas e ao público em geral até 19 de junho, das 8 às 18 horas.

 

Visivelmente emocionado, o ex-governador viu a iniciativa que marca 30 anos do estado do Tocantins que passa por sua própria história. “Eu agradeço imensamente a cada um de vocês, e faço votos que todos vivam alegremente com suas famílias, e tenham todas as condições de estarem felizes com a evolução e o progresso do nosso belo Tocantins”, disse.

 

A prefeita Cinthia Ribeiro ressaltou durante a solenidade que poucas são as pessoas que têm uma história viva para comemorar, o Tocantins tem. “É muito bom saber que a soma dos esforços de muitos homens e mulheres se concretizou junto com a constituição cidadã de 1988 e com o protagonismo de Siqueira Campos”, disse estendendo o convite para que toda população visite o acervo. “É um processo que ficou marcado com a história do nosso Estado, hoje foi um momento memorável em todos os sentidos”.

 

Cinthia continuou afirmando que na exposição idealizada por José Wagner Praxedes e realizada pelo curador José Eduardo é possível encontrar documentos históricos de grande importância e nunca vistos pelos tocantinenses. “Temos também como intuito trazer os estudantes da rede municipal de ensino para dar visibilidade aos documentos que não foram explorados e é importante que o público veja a riqueza histórica que temos no nosso Estado”, concluiu.

 

Antes da abertura da exposição a presidente da Academia Tocantinense de Letras, Meire Sonia, com riqueza de detalhes ilustrou todo o caminho percorrido pelo homenageado desde a saída da sua terra natal, Crato (CE) até o Palácio Araguaia.

 

 



Revisão e postagem: Iara Cruz


Voltar