CATEGORIAS

BLOG DE NOTICIAS

Serviços de Saúde garantem maior segurança alimentar à vida dos atletas e visitantes durante os JMPI

04 de November de 2015 às 09:29min | Jogos Mundiais dos Povos Indígenas

Eliene Campelo

Valério Zelaya

As equipes responsáveis pelos atendimentos de Urgência/Emergência e Vigilância Sanitária atuaram, ininterruptamente, durante os Jogos Mundiais dos Povos Indígenas, o que possibilitou aos mais de dois mil atletas e aos milhares de visitantes um evento confiável no quesito segurança alimentar e atendimentos de saúde. Mais de 15 mil refeições servidas na Vila dos Jogos sem registro de nenhum surto ou ocorrência referente a distúrbios alimentares e 1.616 atendimentos médicos nos três Postos de Atendimento instalados.

 

Para os JMPI foi estruturado um Centro Integrado de Operações Conjuntas da Saúde (CIOCS), formado por representantes do Ministério da Saúde, Agência Nacional de Vigilância Sanitária, Secretaria Estadual de Saúde e da Secretaria Municipal de Saúde com profissionais da Vigilância Sanitária, Urgência e Emergência e Vigilância Epidemiológica.

 

Os integrantes do CIOCS atuaram de forma conjunta na prevenção de riscos e doenças e na prestação de atendimentos de recuperação da saúde em ocorrências durante o evento.

 

“As três esferas de Vigilância Sanitária realizaram um planejamento para atuar com a prevenção antes, durante e após o evento. Para se ter uma idéia iniciamos ações de fiscalização ainda no mês de maio em locais como shoppings, hotéis, restaurantes já com vistas ao atendimento nos JMPI”, explica Silvana Teixeira, gerente da Vigilância Sanitária Municipal.

 

De acordo com Teixeira, 55 fiscais atuaram em todas as áreas referentes à prestação de serviços, direta ou indiretamente ligadas aos Jogos. “Atuamos em parceria com a Visa Estadual e com isso fiscalizamos todo o serviço de alimentação aos indígenas, aos trabalhadores, serviços de limpeza, serviços de roupas de cama para alojamentos, serviços de lavajato, postos médicos, bares noturnos, comércios na rodoviária e aeroporto, praias, ambulantes na feira do bosque e transporte de indígenas”, pontuou a gerente.

 

Atendimentos de Urgência e Emergência


Uma equipe de mais de 40 profissionais esteve presente na Vila dos Jogos e Ocara, onde três Postos para atendimentos dos indígenas, voluntários e visitantes foram instalados. No total foram realizados 1.616 atendimentos nestes locais.

 

“Os casos de baixa e média complexidade foram atendidos nos próprios postos instalados na Vila dos Jogos ou nas Unidades de Pronto Atendimento Sul e Norte. Casos de alta complexidade encaminhamos para a rede hospitalar estadual”, explica o Diretor de Urgência e Emergência da Semus, Geraldo Xavier da Silva Jr.

 

Os serviços de Urgência e Emergência contaram ainda com o apoio de um helicóptero UTI Aéreo SAMU/DF.


Voltar