CATEGORIAS

BLOG DE NOTICIAS

Prefeito Amastha participa de seminário de Ciência de Tecnologia do Matopiba

26 de November de 2015 às 12:26min | Matopiba

Samara Martins

Regiane Rocha

O prefeito de Palmas, Carlos Amastha, participou na manhã desta quinta-feira, 26, na Universidade Federal do Tocantins, do seminário para implantação do Instituto de Ciência e Tecnologia do Matopiba, evento promovido pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), que contou com a presença da ministra Kátia Abreu.

 

Além da discussão de pontos da implantação do Instituto, o evento contou com palestras sobre Planejamento, Inovação, Ciência e Tecnologia para o Matopiba, novos rumos da Pesca e Aquicultura, Área Irrigável e Potencial Produtivo do Estado do Tocantins, entre outros.

 

Para o prefeito Carlos Amastha, o Matopiba, região agrícola composta pelos estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia, é indiscutivelmente uma oportunidade para o desenvolvimento da região “o nosso futuro passa pelo Matopiba. Pela primeira vez temos uma oportunidade de sair na frente e sabemos por onde começar e aonde chegar, focando sempre na sustentabilidade. Atualmente é impossível pensar em desenvolvimento sem sustentabilidade.”

 

“O Matopiba é uma das últimas fronteiras agrícolas em franca expansão no Brasil e já responde por 10% de toda produção nacional de grãos. Por isso, acompanhar de perto essa região e seus produtores se tornou uma política de Estado”, destacou a minsitra Kátia Abreu.

 

De acordo com o reitor da UFT, Márcio Silveira, a criação deste Instituto ajudará na articulação do Plano de Desenvolvimento Agropecuário do Matopiba com o envolvimento e participação da comunidade científica das universidades desses Estados. “Esse Instituto incentivará a captação de recursos para o fomento de projetos de pesquisas que contribuirão no desenvolvimento da agricultura, agroecologia e agronegócio para a região, sendo um instrumento importante para a Universidade, pois o Tocantins foi um dos protagonistas da criação do plano para o Matopiba”, ressaltou.

 

O Plano de Desenvolvimento Agropecuário do Matopiba prevê investimentos em políticas públicas de infraestrutura, inovação e tecnologia e ascensão de agricultores à classe média rural. O Matopiba tem apresentado rápido crescimento econômico, resultado da alta produtividade agropecuária com o uso de tecnologias modernas. O território tem mostrado potencial para a produção de grãos, algodão, frutas e para a pecuária.


Voltar