CATEGORIAS

BLOG DE NOTICIAS

FMA E GMP realizam Operação Água Limpa em propriedades urbanas e rurais da Capital

12 de February de 2020 às 15:59min | Meio Ambiente

Durante a Operação Água Limpa, os fiscais verificam a captação de água e possíveis irregularidades

Marcio Greick

Regiane Rocha

Durante a Operação  Água Limpa mais de 50 propriedades urbanas e rurais integrantes da bacia do Ribeirão Taquarussu Grande e sub-bacia do Ribeirão Machado serão visitadas

A Fundação do Meio Ambiente (FMA) e a Divisão de Fiscalização Ambiental da Guarda Metropolitana de Palmas (GMP) iniciaram na manhã desta quarta-feira, 12, a Operação Água Limpa que tem como objetivo realizar ações de fiscalização ambiental nas propriedades urbanas e rurais integrantes da bacia do Ribeirão Taquarussu Grande e a sub-bacia do Ribeirão Machado, com vistas a melhoria da qualidade da água.


A Operação Água Limpa conta com a participação de 16 Guardas Metropolitanos da Fiscalização Ambiental e três técnicos da Fundação do Meio Ambiente, onde percorrerão as propriedades rurais e urbanas integrantes da bacia do Ribeirão Taquarussu Grande e a sub-bacia do Ribeirão Machado. O objetivo é identificar se na propriedade são realizadas atividades que possam impactar na qualidade das águas.


Durante a Operação  Água Limpa, os fiscais  verificam  a captação de água,  se há  lançamento de dejetos no curso hídrico com a criação de animais, se o imóvel possui alguma atividade econômica, espaço alugado para lazer, se faz uso de Área de Preservação Permanente, se possui outorga, construção ou barramento, se há sinais de queimadas,  se realiza extração mineral,  se faz lançamento de efluente no córrego, se possui fossa séptica, se possui coleta de resíduos sólidos e se faz disposição de resíduos sólidos no solo ou vala.


De acordo com o gerente de fiscalização ambiental da FMA, Adriano Silva, os agentes de fiscalização farão vistorias periódicas às propriedades rurais e urbanas da Capital. “Caso observe a ocorrência de infrações ambientais, poderá o fiscal lavrar o auto de infração correspondente, notificar para regularização da situação, embargar a atividade ou obra e adotar o necessário para a solução da situação”, disse Silva, acrescentando que após as atividades de campo, caberá à equipe da Fundação Municipal de Meio Ambiente de Palmas a compilação dos dados e o replanejamento das ações, para verificar se possíveis irregularidades foram sanadas.


Um dos locais visitados pelos agentes de fiscalização foi a chácara Encontro das Águas, de propriedade de José Batista Lourenço, que cuida de dois hectares de terra próximo à Universidade Católica do Tocantins.  O proprietário respondeu a um questionário   com perguntas sobre a propriedade, recursos hídricos, solo,  uso do solo, vegetação,  efluentes e resíduos sólidos.


A Operação Água Limpa continua e tem a finalidade de identificar se nessas propriedades são realizadas atividades que possam impactar na qualidade das águas, como o lançamento irregular de efluentes não tratados e o lançamento de fertilizantes e outros insumos agrícolas acima do necessário para a manutenção da cultura. 


Voltar