CATEGORIAS

BLOG DE NOTICIAS

Prefeito Carlos Amastha autoriza construção da segunda etapa do Parque dos Povos Indígenas na região das Arnos

29 de September de 2017 às 10:18min | Esportes, Parque dos Povos Indígenas

A ordem de serviço foi assinada na tarde desta quinta-feira, 28, pelo prefeito Carlos Amastha, no Gabinete II.

Fernanda Mendonça

Luciana Pires

Centro de Iniciação Esportiva será construído em frente à Arno 32 e contará com quadra poliesportiva coberta e com pista de iniciação ao atletismo

Em uma área de aproximadamente 13 mil metros quadrados será construído o Centro de Iniciação Esportiva (CIE), complexo esportivo que contará com quadra poliesportiva coberta para a prática de dez modalidades esportivas, como basquete, vôlei e futsal, dentre outras, além de pista de iniciação ao atletismo. A obra faz parte da segunda etapa do Parque dos Povos Indígenas (PPI) e será construída onde já funciona uma pista de  motocross em frente à Arno 32. 


A ordem de serviço foi assinada na tarde desta quinta-feira, 28, pelo prefeito Carlos Amastha, no Gabinete II, e contou com a presença do presidente da Fundação Municipal de Esporte e Lazer, Orlando Rangel, e o representante da empresa responsável pela obra, Pablo Vinicius Muniz Barros. A previsão de início das obras é para o mês de outubro com prazo de conclusão de 120 dias. 


Além da implantação do CIE, a proposta para a segunda etapa também contemplará a construção de passagens de animais; ciclovia e pista de caminhada; instalação do ponto sustentável para descarte de materiais recicláveis; academia ao ar livre; espaço do ciclista; da melhor idade; espaço da criança e abertura de trilhas ecológicas. 


Segundo Amastha, o local foi escolhido devido à densidade demográfica na região e pela necessidade dos moradores, em especial os jovens, terem um local para a prática esportiva. "Temos convicção de que o esporte é um agente transformador que tem impactos positivos na transformação social, dando oportunidades de crescimentos a todos, principalmente aos jovens que precisam de ações concretas em prol da melhoria da realidade social de cada um", explicou o prefeito. 


Para Rangel, o PPI contemplará não só os moradores das regiões próximas a toda a extensão do Córrego Sussuapara, mas todos os palmenses, que contarão, ao final da execução das obras de todo o projeto, com um grande espaço dedicado às práticas esportivas e sustentabilidade. 


Primeira etapa


A primeira etapa foi entregue no último dia 9 de agosto, com a revitalização da então Praça da Árvore, localizada na Avenida LO-04 com a NS-04, quadra ACNE 11, e ampliação de todo o espaço para abrigar o terceiro trecho do PPI. Os últimos ajustes estruturais foram feitos neste mês de setembro por equipes da Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos (Seisp). 


O local conta com academias ao ar livre; playground; quadra de slakline; quadras de futvôlei e vôlei de praia com arquibancadas para 528 pessoas; quadras de peteca; de badmington; pista de skate com aproximadamente 800 metros quadrados; pista de cooper com cerca de 1.300 metros; ciclovia com aproximadamente 2.300 metros de extensão; pista de caminhada com cerca de 2.300 metros e pista de interligação entre os pontos, com cerca de 1.100 metros. 


Os visitantes também contam com banheiros públicos, com espaço adaptado para portadores de necessidades especiais; duchas e bebedouros; iluminação toda em LED; estacionamento com 100 vagas; bicicletário; redário; espaço para prática de dança e a Feirinha das  Cores, espaço para venda de alimentos e artesanato.


Corredor verde


Legado da primeira edição dos Jogos Mundiais dos Povos Indígenas (JMPI), que aconteceram em Palmas, em 2015, o PPI é um verdadeiro presente a todos os palmenses. Pensado em oito grandes áreas, cada uma homenageia etnias indígenas do Tocantins. O parque começa na nascente do Córrego Sussuapara e segue até o trecho em que deságua no Lago de Palmas, conectando outras áreas verdes, como Água Fria, Orla, Brejo Comprido e Prata, tornando Palmas a cidade com uma das maiores florestas urbanas do Brasil. 

Também está prevista a implantação de biblioteca, museu, laboratórios de ciências naturais, pontos de atendimentos ao ciclista e ao idoso, coleta seletiva de lixo, videoteca ambiental, eco-bistrô e cine-bistrô.


E o benefício se estende às regiões próximas ao PPI com melhorias estruturais, a exemplo da duplicação da Avenida LO-08, para melhorar o fluxo e acesso ao parque, bem como da duplicação, pavimentação e construção de um corredor ecológico na Avenida NS-04, no trecho que passa pela lateral do primeiro trecho do PPI. O corredor contará com três galerias, uma para passagem da água do Córrego Sussuapara e mais duas para o trânsito de animais, evitando assim que tenham acesso à via pública e estejam sujeitos a atropelamentos. 


A Prefeitura também está realizando a melhoria da Avenida NS-04, ao lado do Parque, que receberá bueiro, pavimentação e duplicação. Nesse trecho, passa o Córrego Sussuapara, que em dias de grande volume de chuva, apresentava alguns transtornos aos condutores que utilizavam a via. A obra resolverá de vez esse problema e ainda garantirá a preservação do córrego.

 

 


Voltar