CATEGORIAS

BLOG DE NOTICIAS

Sábado dedicado à promoção da saúde mulher e prevenção aos cânceres e infecções sexualmente transmissíveis

12 de October de 2019 às 12:45min | Saúde, Prevenção, Outubro Rosa

Mulheres participaram de dinâmica sobre mitos e verdades sobre as infecções sexualmente transmissíveis

Redação Semus

Raíza Milhomem

Centro de Saúde do Taquari, neste sábado, 12, até às 17h, o Dia D do Outubro Rosa com exames preventivos e testes rápidos

 

 

Atendendo ao chamado do Centro de Saúde da Comunidade do Jardim Taquari, muitas mulheres do setor procuram a unidade bem cedo neste sábado, 12, para fazer o exame preventivo ao câncer de colo de útero e testes rápidos para detecção de infecções sexualmente transmissíveis (ISTs). O Dia D do Outubro Rosa segue até às 17 horas na unidade com palestras e dinâmicas com as mulheres para esclarecer dúvidas sobre os cânceres de colo de útero e de mama e as ISTs.

 

 

Com foco na prevenção, a ginecologista Mayara Cabral, que é especialista em endoscopia ginecológica, fez uma roda de conversa abordando os cuidados que a mulher deve ter com sua saúde. “Como ginecologista me vejo na obrigação de falar em prevenção. Existem 50 tipos de HPV, quatro deles são os piores e são justamente esses que são detectados no exame preventivo. O câncer de colo de útero é completamente prevenível, ao achar alterações no exame, a gente consegue com que a paciente não precise de procedimentos mais invasivos como radioterapia e quimioterapia”, reforçou a médica.

 

 

A aposentada Antônia Carvalho Gonçalves, 72 anos, faz os exames preventivos todos anos e recomenda que as pessoas deixem a vergonha de lado e procurem sempre a unidade de saúde. “Eu acho que as mulheres ficam com vergonha, mas a gente não tem que ter vergonha, tem que ter atitude. Tanto a mulher quanto o homem, se é recomendado fazer exames, que façam para prevenir que é bem melhor. Todo ano eu faço, uma vez deu uma alteração, há muito tempo atrás, e logo tratei. Minha saúde é boa, faço o serviço de casa e ainda tenho disposição pra fazer exercícios físicos todos os dias”, contou.

 

 

Teste rápido

 

 

As mulheres participaram ainda de uma dinâmica sobre mitos e verdades sobre as infecções sexualmente transmissíveis, onde o assistente social da unidade, Giuliano Santiago esclareceu algumas dúvidas antes das usuárias realizarem o teste rápido. A ação faz parte do mês de Combate à Sífilis e a Sífilis Congênita, cujo Dia D é no próximo sábado, 19.

 

 

A assistente administrativa, Valquíria Gama, 32 anos, foi uma delas. “O teste rápido faço todos os anos porque acho fundamental essa prevenção. Se tem como a gente saber e intervir antes que seja tarde, porque não fazer”, ressaltou.

 

 

O teste rápido detecta não só a sífilis, mas outras infecções sexualmente transmissíveis como HIV e Hepatites B e C. O resultado fica pronto entre 20 a 30 minutos. O procedimento é ofertado em todos os 34 Centros de Saúde da Comunidade da Capital.

 

 



Voltar