CATEGORIAS

BLOG DE NOTICIAS

Atendendo pedido de moradores, Seder revitaliza pontes no Distrito de Taquaruçu

05 de February de 2020 às 16:39min | Seder

Ponte sob o Vão do Mutum recebeu concreto nesta quarta-feira, 05

Redação Secom

Divugação

Entrega das duas pontes, que fazem a ligação de chácaras ao Distrito, está prevista para próxima semana


Para facilitar a locomoção e atendendo inúmeros pedidos de moradores da região do Distrito de Taquaruçu, a Prefeitura de Palmas, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural (Seder), realizará até o fim da próxima semana a entrega de duas pontes que fazem a ligação de chácaras ao Distrito. As pontes que estão localizadas sob o Rio Taquaruçuzinho e Vão do Mutum foram construídas com recursos próprios, advindos da Seder e contaram com um orçamento estimado em R$ 16 mil reais. 

 

Segundo Roberto Sahium, secretário da Pasta, a economia com a construção das pontes é evidente, uma vez que toda logística com mão de obra, transporte e maquinários são da Prefeitura de Palmas. “Nós estamos tendo uma economia absurda já que todo o material foi fornecido pela RSN Logística, empresa responsável pela conservação de estradas, pontes e bueiros, com a qual nós temos contrato. Se fôssemos comprar as pontes prontas teríamos um gasto de aproximadamente R$ 92 mil reais. A vantagem de estarmos concluindo essas obras com nossos recursos é que estamos fazendo uma economia para os cofres públicos e claro, para a população já que o dinheiro é de todos”, afirma.  

 

A ponte sob o Vão do Mutum foi construída com ferragem reforçada, mesa de concreto, e terá capacidade para passagem de veículos de até 30 toneladas. Já a ponte sob o Rio Taquaruçuzinho que é maior e foi totalmente destruída pelas chuvas das últimas semanas, foi recolocada e conta agora com 12x5 metros de largura, ferragens dimensionadas e mesa de concreto. 

 

A reforma dos trechos irá facilitar a locomoção de mais de 20 crianças que dependem do transporte escolar e o escoamento de produtos, já que na região encontram-se muitos produtores rurais e os custos e tempo de locomoção serão diminuídos.

 

Maria Rosa é chacareira da região há 10 anos e segundo ela, quando se mudou para o local a ponte no Vão do Mutum já existia, mas era totalmente de madeira e lembra que durante o período chuvoso os moradores enfrentavam diversos problemas, já que a estrutura aos poucos foi ficando comprometida. “Aqui era uma situação muito preocupante porque toda vez que vinha uma enxurrada ninguém conseguia fazer uso da ponte enquanto a água não baixasse. Já aconteceu por diversas vezes de ter vizinhos nossos aqui passando mal, precisando ir para o hospital, e não poder sair de casa por causa disso. Fico bastante feliz que estamos com uma estrutura nova aqui, pois só irá trazer benefícios para nós moradores aqui da região”, finaliza. 


Voltar