CATEGORIAS

BLOG DE NOTICIAS

Conselho de Turismo e instituições elaboram a versão final do Plano Territorial de Turismo de Palmas

01 de February de 2020 às 10:18min | Turismo

Encontro aconteceu no Centro de Educação Sebrae Tocantins, na tarde da última quinta-feira, 30

Redação Agtur

Divulgação

O documento com a versão final será divulgado em uma audiência pública para a população, com a data prevista para o dia 26 de março

Com objetivo de dar continuidade ao Plano Territorial do Turismo do Município de Palmas, que norteará as ações do setor nos próximos 10 anos, foi realizada a primeira reunião, deste ano, do Conselho Municipal de Turismo (Comtur). O encontro aconteceu no Centro de Educação Sebrae Tocantins, na tarde da última quinta-feira, 30.


 

Além dos conselheiros e entidades afins ao segmento do turismo da Capital, participaram do encontro, técnicos da Prefeitura de Palmas, Sebrae (TO) e Lumini Soluções em Turismo (consultoria contratada).


 

Durante a reunião, foram apresentados alguns pontos da versão preliminar do Plano Municipal, tais como o cronograma, as contribuições da audiência pública, o diagnóstico e os planos de ações. Para os participantes presentes colocarem suas contribuições para o documento (plano) final.


 

A consultora de Desenvolvimento Turístico da empresa, que está coordenando a construção do Plano, desde agosto do ano passado, Vanessa Leal, falou que as colocações dos membros para o documento final, são de suma importância para nortear o desenvolvimento da atividade turística. “Neste momento, estamos em processo de finalização do documento, serão feitos acréscimos ao documento, e também estamos aguardando outras sugestões que podem serem enviadas via e-mail,” salientou.


 

Segundo o técnico da Secretaria da Agência Municipal de Turismo (Agtur), James Possap, a reunião teve um avanço significativo, devido essas contribuições que os participantes propuseram, que vem sendo acrescentadas desde a audiência pública.


 

Ele ressalta que, o documento com a versão final, será divulgado em uma audiência pública para a população, com a data prevista para o dia 26 de março. 



Para o presidente da Agtur, Eudes Assis, o Plano tem diversos objetivos, um deles é ressaltar os  potencias turísticos da Capital. “Com a contribuição de todos, queremos sair daqui com um plano que possa nos representar, para que Palmas seja referência de turismo no Brasil”, disse o presidente.


 

Para a conselheira Eliane Cristina Costa de Oliveira a importância do conselho para a construção do Plano, é entender que é um documento técnico, tem objetivo de direciona os investimos para o desenvolvimento da atividade turística de Palmas.


 

“Participar da elaboração do Plano Municipal de Turismo, é sem dúvida um momento ímpar, pois o plano evidência o potencial turístico, além da prospecção em 10 anos desse seguimento. Sendo ainda um marco legal de estudo a qual será base para as políticas públicas, estudantes,” explica.



 

Plano de Desenvolvimento Territorial do Turismo


 

O Plano é um instrumento de planejamento que tem o objetivo de orientar o crescimento do setor no Município, estabelecendo as bases para a definição de ações, as prioridades e a tomada de decisão. É um documento técnico de gestão, coordenação e condução das decisões da política turística e de apoio ao setor privado, de modo a direcionar os investimentos e melhorar a capacidade empresarial e o acesso ao mercado. O Plano Municipal de Turismo está entre as ações do Projeto de Estruturação Turística de Taquaruçu que faz parte do convênio firmado entre Prefeitura de Palmas através da Agência Municipal de Turismo e o Sebrae (TO).


 

Conselho Municipal de Turismo


 

Composto por membros do governo municipal e entidades afins ao segmento do turismo da Capital, o Comtur trata-se de um colegiado de entidades representativas da comunidade e do setor público, e tem como responsabilidade assessorar na definição e implementação das políticas municipais de turismo. Com os objetivos de coordenar, incentivar, promover e executar ações pertinentes ao desenvolvimento do turismo, ele também pode sugerir e orientar à administração municipal em ações relacionadas ao desenvolvimento e à preservação dos pontos turísticos.


Voltar