CATEGORIAS

BLOG DE NOTICIAS

Dia D contra o sarampo - Jovens vão às unidades para se imunizar contra a doença que pode ter sérias complicações para saúde

30 de November de 2019 às 12:22min | Saúde, Vacinação

A advogada Karoline Meireles ressaltou que busca se imunizar para evitar riscos à saúde

Redação Semus

Raíza Milhomem

Segundo o Ministério da Saúde, o público de 20 a 29, foi o segundo grupo com maior incidência da doença
A manhã de sábado, 30, foi movimentada nos oito Centros de Saúde da Comunidade que abriram suas salas de vacinas para imunizar jovens de 20 a 29 anos contra o sarampo. O público alvo da 2ª etapa da Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo, não se intimidou, e logo cedo procurou uma das unidades com os cartões de vacinas e do Sistema Único de Saúde (SUS) em mãos.

As salas de vacinas dos Centros de Saúde seguem abertas até às 17 horas; já a vacinação na ETI Eurídice de Melo acontecerá das 13 às 17 horas, durante o evento ‘Defensores na Comunidade’, projeto da Defensoria Pública em parceria com a Prefeitura de Palmas.

A engenheira agrônoma Luana de Souza, 29 anos, foi ao CSC Francisco Júnior, na Arso 41 (403 Sul). “Durante a semana é muito corrido, nem que eu quisesse conseguiria vir. Deixei para o Dia D, por se num sábado é mais cômodo e tranquilo. Não poderia deixar de vacinar pois sem que para minha saúde”, disse.

A advogada Karoline Meireles, 28 anos, procurou a mesma unidade para se vacinar. “O mais importante da vacinação é que as vacinas previnem doenças, evita problemas de saúde e nos preserva de vários riscos”, pontuou.

A estudante de Arquitetura e Urbanismo, Lídia Mendes Régis, 20 anos, também foi em busca de prevenção. “Eu procuro manter o cartão de vacinas em dia justamente para prevenir doenças. Viver com saúde é extremamente importante”, destacou.

A irmãs Dândara e Dária Rocha, 21 e 22 anos, são estudantes de Medicina e Odontologia respectivamente. Elas foram a unidade com os cartões de vacina ainda de quando eram bebês, com todas as vacinas registradas. “Nossos pais sempre tiveram esse cuidado, a gente achou até que precisávamos tomar essa vacina, mas não precisamos está tudo em dia”, disse Dândara.
 
Consciente da importância da imunização, o engenheiro agrônomo Kayke Moreira, 25 anos, foi ao CSC da Arse 82 (806 Sul) para se vacinar. “O principal objetivo é evitar doença e a proliferação desse vírus que pode matar. Se não vacinar o vírus volta e coloca em risco a vida das pessoas”, considerou.

A enfermeira da Central de Vacinas da Secretaria Municipal de Saúde, Juliana Araújo, reforçou a importância dos jovens dessa faixa etária procurarem as unidades abertas no Dia D para garantir a sua imunização. “Segundo estatísticas do Ministério da Saúde foi o segundo grupo com maior incidência da doença. Então é um grupo que nos preocupa com relação a possibilidade de ocorrências de casos. O sarampo é uma doença que pode causar várias complicações até mesmo o óbito, então é importante que as pessoas estejam vacinas para diminuir a transmissão da doença e evitar que as pessoas adoeçam e tenham essas complicações”, concluiu.


Locais de vacinação no Dia D


- CSC Arno 42 (405 Norte)

- CSC Arne 53 (406 Norte)

- CSC Francisco Júnior (Arso 41 / 403 Sul)

- CSC Arse 82 (806 Sul)

- CSC José Lúcio de Carvalho (Lago Sul)

- CSC Novo Horizonte (Jardim Aureny IV)

- CSC Santa Bárbara

- CSC Santa Fé

- Escola Eurídice de Melo (Jardim Aureny III) -  durante evento ‘Defensores na Comunidade’

Voltar