25 de abril - Dia Mundial da Luta Contra a Malária; Palmas segue sem nenhuma notificação local da doença

Secretaria da Saúde

Autor: Redação Semus | Publicado em 24 de abril de 2020 às 11:09

Os casos registrados são de pessoas que vieram já contaminadas de outros estados brasileiros 

Neste sábado, 25 de abril, é a data reservada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para falar sobre todo o esforço mundial sobre o controle efetivo da malária. Em Palmas, graças ao trabalho coletivo de todos os profissionais de saúde, desde 2005 não há notificação de casos locais (autóctones). Os casos registrados são de pessoas que vieram já contaminadas de outros estados brasileiros.

 

A Secretaria Municipal de Saúde (Semus), juntamente com suas áreas técnicas, têm realizado diagnósticos precoces, tratamentos imediatos e tomado medidas efetivas de prevenção também em casos importados de outras regiões.

 

A Malária, se não tratada a tempo, pode levar à morte. A prevenção pode ser realizada com o uso de repelentes, mosquiteiros, roupas claras que cubram pernas e braços e também o uso de telas em portas e janelas.

 

Transmissão

 

O protozoário Plasmodium é transmitido ao homem pelo sangue, geralmente por meio da picada da fêmea do mosquito Anopheles. Mais raramente, a contaminação pode ocorrer por compartilhamento de seringas (usuários de drogas), transfusão de sangue ou até mesmo da mãe para feto durante a gravidez.

 

Os sintomas da malária incluem febre intermitente, calafrios e tremor, sensação de cansaço, pele amarelada, cefaleia, náuseas e vômitos.