Ação da FMA retira cerca de 50 pneus de praça da Capital

Fundação Municipal de Meio Ambiente

Autor: Georgethe Pinheiro/ Edição: Lorena Karlla | Publicado em 28 de janeiro de 2022 às 17:12

Comunidade da ACNO 1 teve instrução sobre materiais adequados para proteger as mudas sem o risco de gerar criadouro do mosquito da dengue

A equipe da Fundação Municipal de Meio Ambiente (FMA), por meio da Gerência de Educação Ambiental, marcou pontos no placar da conservação ambiental e em favor da saúde pública nesta sexta-feira, 28. Os técnicos da Fundação promoveram ação de orientação sobre a forma correta de plantio e proteção de mudas de árvores, com a comunidade da ACNO 1 (antiga 103 Norte).

Durante a atividade foram retirados 46 pneus que estavam sendo utilizados com a finalidade de proteger as árvores recém plantadas; porém, este é um material que oferece risco à saúde pública, uma vez que é um potencial criadouro do mosquito Aedes aegypti, transmissor de doenças como a dengue, zika e chikungunya.

Realizada na praça da quadra, a ação da FMA forneceu aos presentes o conhecimento sobre o espaço ideal que deve ser deixado entre uma muda e outra; quais as espécies mais adequadas de árvores a serem cultivadas na praça e quais os materiais que devem ser utilizados na proteção das mudas. Os técnicos da Fundação também explicaram sobre a necessidade de envolvimento da comunidade no Projeto ‘MudaClima’, que tem por objetivo realizar de forma ordenada a arborização da cidade.

Transformação

Os pneus que estavam na praça foram substituídos por canos de PVC e recolhidos ao Ecoponto, para que seja dada à destinação adequada, protegendo assim a saúde da população, o sistema de saúde do município e o meio ambiente. Os materiais haviam sido usados na praça, por iniciativa popular.

O funcionário público, Douglas Antônio Zanini, 47 anos, reside na quadra há 31 anos, e contou que tem o hábito de plantar na praça. Ele diz que se empenha para que o espaço seja mantido limpo e para isso utiliza o material que está disponível, e considerou positiva a aproximação do poder público municipal com a comunidade. “Eles explicaram que o cano de PVC é o material mais adequado, uma vez que não junta água e que protege melhor o tronco das árvores durante as roçagens e esta é uma ação positiva, pois nos ajuda a fazer do jeito correto”, comentou.

Muda Clima

O engenheiro agrônomo Roberto Campos, responsável pelo programa ‘Muda Clima’, explicou que a ação desta sexta-feira marca o início das atividades do ‘MudaClima’ em 2022. Além da Fundação de Meio Ambiente e da comunidade, o Programa conta com o apoio no plantio de árvores da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos e da Defesa Civil do Município. Vale lembrar que as mudas utilizadas no projeto de arborização de Palmas são produzidas pela FMA.