Agosto Dourado: Gestantes tiram dúvidas sobre mitos e verdades em relação ao aleitamento materno

Secretaria da Saúde

Autor: Redação Semus | Publicado em 05 de agosto de 2019 às 18:26

Durante todo o mês, os Centros de Saúde da Comunidade vão realizar rodas de conversas com gestantes e familiares

  

Numa roda de conversa descontraída, no Centro de Saúde da Comunidade Novo Horizonte, no Jardim Aureny IV, mamães de primeira viagem e até mais experientes puderam tirar todas as dúvidas sobre a amamentação. A ação faz parte da programação do Agosto Dourado que tem como tema ‘Empoderar mães e pais - Favorecer a amamentação hoje e para o futuro’.

 

 

A coordenadora do Banco de Leite Humano do Hospital Dona Regina, Valquíria Pinheiro, destacou a necessidade de assegurar o direito da mãe poder amamentar seu bebê. “Hoje para a mulher conseguir amamentar não basta só falar das vantagens, temos que ver se essa mulher tem o apoio em casa e conversar para que as tarefas da casa sejam divididas. Amamentar é direito e as mulheres precisam se empoderar para ter esse direito garantido”, frisou Valquíria.

 

 

Valquíria ainda desmistificou questões como preparar a mama para amamentar, direito a acompanhante na maternidade, tipo de parto recomendado, melhor hora para amamentar e posição adequada. “Não precisa tomar sol no peito, passar bucha. Os próprios hormônios da gravidez preparam a mama. Toda gestante tem direito a um acompanhante durante o parto. A a mulher escolhe que tipo de parto quer. Posição certa para amamentar é aquela que for confortável para a mulher. Leite materno e colo podem ser dados sempre que o bebê quiser, isso gera vínculo e sensação de segurança”, resumiu.

 

 

Ao final, Valquíria incentivou as mães que tiverem excesso de leite a doar para o Banco de Leite. “Hoje temos 46 crianças prematuras precisando de leite. Se ao amamentar seu filho sobrar leite, doe, mesmo que seja pouco. A gente vai na sua casa, faz o cadastro, doa o material, dá todas as orientações, ensina como faz para coletar e ainda busca”, concluiu.

 

 

A dentista da unidade Danyelle Paiva está grávida e mesmo sendo profissional de saúde tem muitas dúvidas sobre amamentação. “Sempre tem dúvidas, medo de não conseguir amamentar. Eu aprendi coisas hoje aqui que eu não sabia, por exemplo, sobre a higienização do peito. Eu achava que precisava fazer alguma higiene, mas aprendi que o próprio leite faz essa higienização”, disse.

 

 

À espera do quarto filho, a gestante Gláucia Moura, trouxe seu relato sobre as dificuldades que teve ao amamentar o primeiro filho. “No início uma das mamas feriu bastante e o tratamento foi o próprio leite materno e foi questão de um dia, cicatrizou e eu voltei a amamentar normalmente”, compartilhou Gláucia que considerou as informações muito válidas tanto para mães de primeira viagem quanto às mais experientes.

 

 

Incentivo ao aleitamento

 

 

No CSC Novo Horizonte, o assunto amamentação é recorrente nas reuniões quinzenais dos grupos de gestantes. “É uma demanda que elas sempre trazem, que têm muitas dúvidas. E o aleitamento materno não envolve só a mãe, mas o parceiro, a família, e se ela não tiver esse apoio, ela não vai conseguir amamentar essa criança. As mães que não forem incentivadas a amamentar, que não receberem informação, vão acabar introduzindo alimentos, fórmulas, água, chás, isso a gente tenta barrar e incentivar o aleitamento materno de forma que ela se sinta confortável”, ressaltou a nutricionista do Núcleo de Apoio à Saúde da Família, Geórgia Correia.

 

 

A enfermeira da Secretaria Municipal de Saúde, Isabela Eulálio, ressaltou que nos demais Centros de Saúde da Comunidade da Capital também haverá programação do Agosto Dourado. “A programação continua nos outros centros de saúde, trabalhando o incentivo ao aleitamento materno, os mitos e as verdades, a participação da família, da comunidade, das unidades de saúde, o quão importante é eles estarem presentes na vida da mãe e do bebê para fortalecer esse vínculo”, finalizou.

 

 

Confira a programação

 

 

CSC Jardim Aureny II

Dia 06/08 - a partir das 8 horas - Dia D do Bebê com orientações para as mães sobre os cuidados com os bebês e atendimento aos pequenos com verificação de peso e altura.

 

CSC 1304 Sul

Dias 07 e 14/08 – Oficina da Estratégia “Amamenta e Alimenta Brasil” para os profissionais de saúde.

 

CSC Mariazinha Rodrigues (Buritirana)

Dias 08 e 15/08 - a partir das 9h30 - Atendimento de pré-natal às gestantes e roda de conversa na sala de espera sobre a importância do aleitamento materno exclusivo

Dia 22/08 - Dia D com palestra sobre a importância do aleitamento materno exclusivo no desenvolvimento infantil e técnicas de pega correta. Ação de prevenção e saúde bucal para bebês.

 

 

CSC Valéria Martins

12 e 16/08 – Oficina da Estratégia “Amamenta e Alimenta Brasil” para os profissionais de saúde.

 

CSC Arno 41

13/08 - Oficina da Estratégia “Amamenta e Alimenta Brasil” para os profissionais de saúde.

 

CSC Arno 42

14/08 - Palestra “Amamentação: Mitos e Verdades”, Oficina de Alimentação Complementar e a Importância da Puericultura.

 

CSC Eugênio Pinheiro

14/08 - Palestra sobre paternidade e cuidados; acompanhamento do crescimento e desenvolvimento do bebê e importância da puericultura; orientações sobre a importância do aleitamento materno e avaliações e orientações sobre higiene bucal do bebê.

 

 

Semana do Bebê

 

 

19 a 23/08 - Mobilizações nos Centros de Saúde da Comunidade Valéria Martins (1206 Sul), Arne 53 e José Hermes Damaso (Setor Sul) e Centros Municipais de Educação Infantil (Cmeis).

 

 

CSC Alto Bonito

27/08 - a partir das 8h30 - Roda de conversa sobre a importância do aleitamento materno com equipe do Banco de Leite Humano do Hospital Dona Regina, fala de uma doadora de leite, incentivo à amamentação exclusiva até os seis meses; compartilhamento de vivências de mães lactantes e dinâmica com as gestantes.

 

CSC José Luiz Otaviani (Arno 33)

29/08 - a partir das 8 horas  no pátio da unidade - Com café da manhã (frutas) para os participantes; apresentação teatral sobre mitos e verdades do Aleitamento Materno e alimentação complementar; roda de conversa sobre a temática e também sobre higiene oral e vacinação do bebê com a equipe de Saúde da Família, profissionais do Núcleo de Apoio à Saúde da Família e a comunidade presente.