Atividades alertam visitantes do Cesamar sobre a doença de Alzheimer

Secretaria do Desenvolvimento Social

Autor: Eliene Campelo | Publicado em 19 de setembro de 2021 às 16:41

Ação promovida pela Prefeitura de Palmas, em parceria com a Universidade Federal do Tocantins, celebra o Dia Nacional de Conscientização da Doença de Alzheimer, celebrado dia 21 de Setembro

Dinâmicas com balões, livros, mural de memórias, rodas de conversa e música ao vivo, realizadas neste sábado, 18, no Parque Cesamar, em Palmas, marcaram as comemorações do Dia Nacional de Conscientização da Doença de Alzheimer, celebrado no dia 21 de Setembro. As ações foram desenvolvidas pela Prefeitura de Palmas, em parceria com o grupo Maturidade (Em) Cena, da Universidade Federal do Tocantins (UFT), como o objetivo alertar os palmenses sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce da doença de Alzheimer.

 

“Queremos mostrar que é possível adotar uma postura preventiva para evitar ou tornar mais lento o avanço do Alzheimer. Já há casos de pessoas com 47 anos de idade com diagnóstico de algum tipo de demência. É preciso estar atento pois apenas 5% dos casos de demência são originários do fator genético” explica a médica geriatra da rede Municipal de Saúde de Palmas, Paula Fleury Curado.

 

De acordo com a geriatra, uma postura preventiva deve ser adotada. “Deve-se buscar bons hábitos alimentares, a prática de atividades físicas e ativar a reserva cognitiva com leitura, jogos, música e arte", aconselha.

 

Marina Souza Lemes, de 69 anos, prestou bastante atenção em todas as dicas que a geriatra deu durante as atividades no Cesamar. “Já tenho casos dessa doença na família e tenho muito medo de desenvolver alguma demência", conta.

 

Os alunos do projeto Maturidade (Em) Cena, dos cursos de Licenciatura em Teatro e de Medicina da UFT, abordaram os visitantes e falaram um pouco sobre o acolhimento familiar e ações que podem mudar a rotina e ativar diferentes áreas do cérebro.

 

“A união entre a medicina e o teatro é muito importante, pois as atividades lúdicas, a cultura e a música, além de serem preventivas, também ativam as áreas cognitivas e melhoram a integração e o humor dos pacientes” explica a professora do curso de Medicina, Maria Sortênia Alves Guimarães.

 

“Precisamos que as famílias estejam abertas para a arte, para a literatura, para a boa música, para as atividades físicas. Pequenas mudanças de hábitos podem transformar o envelhecer dessas pessoas e construir uma blindagem contra doenças como o Alzheimer” destaca a professora de Teatro Renata Patrícia da Silva.

 

A ação no Cesamar foi uma iniciativa do Parque da Pessoa Idosa Francisco Xavier de Oliveira, da Prefeitura de Palmas. “Por ser um ano atípico, com a pandemia de Covid-19, optamos por fazer a ação ao ar livre e abordar um número maior de pessoas na luta pela conscientização sobre a doença de Alzheimer”, conta Silvanete Mota, coordenadora do Parque.

 

Participaram da ação integrantes da Secretaria Municipal do Desenvolvimento Social (Sedes), Secretaria Municipal de Saúde (Semus), Fundação do Esporte e Lazer de Palmas (Fundesportes) e o Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa de Palmas (Comdipi).

 

Sobre o dia 21

 

O Dia Mundial da Doença de Alzheimer e Dia Nacional de Conscientização da Doença de Alzheimer, 21 de setembro, foi instituído pela organização Alzheimer’s Disease International (ADI) e tem por objetivo aumentar a conscientização e desafiar o estigma que cerca a demência.

 

Nesta data, em todo o mundo, há mobilizações sociais sobre a importância da prevenção, do diagnóstico precoce, cuidado e também sobre o apoio e suporte aos familiares de pessoas que vivem com a doença de Alzheimer.

 

Com informações da Biblioteca Virtual em Saúde do Ministério da Saúde – BVS MS