Banco do Povo facilitará linha de crédito e negociação de dívidas durante Feirão de Oportunidades

Autor: Wédila Jácome | Publicado em 24 de maio de 2017 às 12:53

A iniciativa, promovida pela Acipa, acontece de 26 a 27 de maio

Para facilitar créditos para microempreendedores e recuperar dívidas vencidas, o Banco do Povo participa do Feirão de Oportunidades. A iniciativa, promovida pela Associação Comercial e Industrial de Palmas (Acipa), acontece de 26 a 27 de maio, das 8 às 18 horas e, além de levar outros serviços à população, concederá descontos de até 70% em produtos nas lojas das Avenidas JK, Tocantins, em Taquaralto e Alameda Jardins, na NS-04, que aderiram ao projeto.

 

O Banco do Povo estará com estandes no bolsão de estacionamento do Bradesco, na Avenida JK, e no estacionamento do Ginásio Ayrton Senna, em Taquaralto. Segundo a superintendente Carmem Lúcia Bom, a instituição oferta linha de crédito com juros baixos de 1% e estará durante esses dias levando informações aos microempreendedores sobre as facilidades da instituição e recolhendo documentações para abertura de processos para financiamento.

 

“Nosso objetivo é gerar emprego e renda, por isso disponibilizamos financiamento de até R$ 5 mil para pessoa física, com parcelamento de até 18 meses, e R$ 10 mil para pessoa jurídica, com parcelas de até 24 meses”, conta a superintendente.

 

Carmem explica ainda que o Banco do Povo ajudará na negociação de algum equipamento que o microempreendedor necessite a fim de expandir seu negócio. “Caso algum marceneiro, por exemplo, precise comprar alguma ferramenta para fomentar seu negócio, e esta esteja em promoção e ele queira financiá-la, o Banco do Povo irá facilitar a negociação, comprometendo o comerciante a manter o valor ofertado durante o Feirão, desde que o contrato seja aprovado”. Carmem ressalta, ainda, que devido à análise de crédito, o financiamento não sai no mesmo dia.

 

Para quem desejar ficar com o nome limpo, dentro da programação do Feirão de Oportunidades terá o Feirão Limpa Nome, e o Banco do Povo estará renegociando dívidas das parcelas em atrasos. “Nos contratos firmados em 2017 não temos nenhuma inadimplência”, explica a superintendente, que diz que o foco da ação será voltado para os contratos firmados antes deste ano. Ainda de acordo com Carmem, o índice de inadimplentes junto à instituição é baixo, cerca de 2,5%.