Boletim Coronavírus (Covid-19): Palmas registra mais dois testes positivos e soma 33 casos confirmados neste domingo, 26

Secretaria da Saúde

Autor: Redação/Semus | Publicado em 26 de abril de 2020 às 20:14

Novos casos são atribuídos a duas pessoas do sexo feminino, sendo que ambas foram contaminadas depois que tiveram contato com outros casos confirmados da Capital.

A Capital somou mais dois diagnósticos positivos de Covid-19 neste domingo, 26, totalizando agora 33 casos confirmados.  O Centro de Operações de Emergência em Saúde (COE-Palmas Covid-19) informou ainda que foram registrados 497 casos descartados e 1.386 notificações de síndromes gripais. O COE é responsável pela atualização e divulgação das informações sobre a pandemia em Palmas, por meio do Boletim Epidemiológico.  


Veja o
Boletim completo 


O cenário da pandemia pode ser conferido em tempo real no Painel Epidemiológico Covid-19 neste link.

 

Perfil do caso confirmado



Os novos casos são atribuídos a duas pessoas do sexo feminino, sendo que ambas foram contaminadas depois que tiveram contato com outros casos confirmados da Capital. Uma delas tem idade entre 20 e 29 anos e a outra está na faixa etária entre 30 e 39 anos. As duas mulheres apresentam bom estado de saúde e estão em isolamento domiciliar.



Estado de saúde



Dos 33 casos confirmados, 20 encontram-se em isolamento domiciliar e 10 são consideradas recuperados. Duas pessoas estão internadas em Palmas, uma delas em unidade hospitalar pública e a outra em um hospital particular, sendo que todas apresentam quadro estável de saúde, segundo os boletins médicos divulgados neste domingo, dia 26. A Capital registrou um óbito por Covid-19 até o momento.



Formas de contágio


Quanto às formas de contaminação, dos 33 casos positivos, cinco foram infectados no exterior, nove contraíram o vírus em outros estados brasileiros e outros 14 por contato com casos confirmados de Palmas. Dois casos estão em investigação pela Vigilância Epidemiológica de Palmas. Os três casos restantes foram infectados por transmissão comunitária, quando não se sabe a origem da contaminação, podendo ter ocorrido em qualquer ponto da cidade.  

Transmissão comunitária



Segundo a Vigilância Epidemiológica Municipal, a transmissão comunitária é uma realidade em Palmas e isso requer mais cuidados em relação às medidas de restrição de deslocamento, distanciamento social e higiene pessoal. O perfil de transmissão da doença mudou na Capital, não se limitando aos viajantes. Portanto, a transmissão pode ocorrer em qualquer local da cidade, como espaços públicos, comércio ou ambientes fechados.


Diante da situação de transmissão comunitária, o Ministério da Saúde recomenda que sejam adotadas uma série de medidas para evitar a propagação do novo coronavírus, como reduzir o caminho dos trabalhadores até o trabalho, incentivar a realização de reuniões virtuais, cancelar viagens não essenciais e priorizar o trabalho remoto. Além disso, é importante reduzir o fluxo urbano, suspender aulas ou antecipar as férias escolares, restringir a circulação de grupos de riscos (idoso, doentes crônicos, dentre outros), cancelar ou adiar eventos públicos e de massa. Essas e outros medidas foram adotadas em Palmas antes mesmo da constatação da transmissão comunitária e isso é um fator que pode explicar o relativo controle da pandemia na Capital, se comparado a outras cidades e regiões do Brasil e do mundo.



Cenário no Brasil


De acordo com o Ministério da Saúde, até as 17 horas deste domingo, 26, o Brasil somava 61.888 casos de Covid-19, com 4.205 óbitos, revelando o índice de letalidade de 6,8% dos casos confirmados. Nas últimas 24 horas foram a óbito 189 pessoas no país. Todos os estados brasileiros possuem casos confirmados da doença.