Boletim coronavírus (Covid-19): Palmas registra mais um caso positivo e chega a 17 pessoas com a Covid-19 nesta terça-feira, 14

Secretaria da Saúde

Autor: Redação Semus | Publicado em 14 de abril de 2020 às 20:39

Pessoa mais recentemente infectada é uma mulher na faixa etária entre 20 e 29 anos, que apresenta bom estado de saúde e está em isolamento domiciliar

 

A Capital confirmou mais um caso, chegando a 17 resultados positivos de Covid-19 nesta terça-feira, 14. A pessoa mais recentemente infectada é uma mulher na faixa etária entre 20 e 29 anos, que apresenta bom estado de saúde e está em isolamento domiciliar. A equipe de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde (Semus) ainda investiga como se deu a transmissão do vírus nesse caso.

 

 

O Centro de Operações de Emergência em Saúde (COE Palmas Covid-19) divulgou ainda um total de 320 casos descartados e 903 notificações de síndromes gripais. O COE é o responsável pela atualização e publicação diária do Boletim Epidemiológico.

   

 

Transmissão

 

 

Quanto às formas de transmissão, dos 17 casos confirmados em Palmas, três foram infectados no exterior, seis contraíram o vírus em outros estados brasileiros e outros seis tiveram contato com moradores de Palmas que estavam infectados. Os dois últimos casos descobertos recentemente estão em investigação pelo setor de Vigilância Epidemiológica da Semus.

 

 

Estado de saúde

 

 

Das pessoas que contraíram a doença, uma encontra-se hospitalizada na unidade de terapia intensiva (UTI) em estado grave, conforme boletim médico divulgado pelo hospital particular nesta terça, 14. Nove pacientes encontram-se em isolamento domiciliar e os outros sete estão recuperados. O Tocantins continua sendo o único estado brasileiro a não registrar óbito por Covid-19.

 

 

Cenário no Brasil

 

 

De acordo com informações divulgadas pelo Ministério da Saúde, até as 17 horas desta terça-feira, o Brasil somava 25.262 casos de Covid-19, com 1.532 óbitos, revelando um crescente índice de letalidade de 6,06% dos casos confirmados. Só nas últimas 24 horas foram a óbito 204 pessoas no país. Todos os estados brasileiros possuem casos confirmados da doença.

 


Amamentação e Covid-19

 

 

As mães podem continuar amamentando caso seja diagnosticada com a doença ou estejam sentindo sintomas gripais? "Os benefícios da amamentação superam os riscos de transmissão da Codiv-19, além desse vínculo entre o bebê fortalecer o psicológico dessa mãe tão afetada pela doença", responde a enfermeira Isabela Eulálio da Secretaria de Municipal de Saúde (Semus).

 

 

A enfermeira explica que conforme esclarece o Ministério da Saúde, a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) e a Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (FEBRASGO), a amamentação pode ser realizada normalmente, mesmo em mulheres diagnosticadas com o coronavírus, desde que elas se sintam bem e que sigam os cuidados de higienização necessários. Como lavar as mamas, lavar as mãos antes de tocar no bebê e usar máscara facial (cobrando totalmente o nariz e a boca) durante a amamentação.

 

 

Os órgãos de saúde esclarecem que não há nenhum estudo capaz de comprovar que a mãe contaminada é capaz de repassar a doença para o filho durante a gestação e no período neonatal durante a amamentação. E que neste cenário a recomendação é que o aleitamento deve continuar, uma vez que a amamentação tem o potencial de transmitir anticorpo da mãe ao bebê.

 

 

Continue lendo aqui.

 

 

Veja o Boletim completo

 

 

Saiba mais

 

 

#FiqueBemEmCasa:os benefícios da amamentação superam os riscos de transmissão do coronavírus(Covid-19)

 

Horta Comunitária do Jardim Aureny IV passa por reforma

 

Prefeitura doa milho para complementar a alimentação de pessoas atendidas por entidades beneficentes em Palmas

 

Pesquisadoras da Fesp compõem a Câmara Técnica de Apoio ao Comitê de Crise para Prevenção,Monitoramento e Controle do coronavírus (Covid-19)