Boletim coronavírus (Covid-19): Palmas tem oito novos casos, incluindo uma gestante; viagens e contato com infectados são principais origens de infecção

Secretaria da Saúde

Autor: Juliana Matos | Publicado em 06 de maio de 2020 às 15:41

Novos casos por contato primário com infectados vem ultrapassando registros por infecção em viagens

Mais oito casos de Covid-19 são confirmados na Capital pelo Centro de Operações de Emergência em Saúde (COE Palmas Covid-19), nesta quarta-feira, 06. Assim, Palmas chega a 106 casos da infecção causada pelo coronavírus.



Segundo o boletim com dados diagnosticados até ontem referentes ao monitoramento da Covid-19, 2.139 notificações foram registradas de casos de síndrome gripal - incluídos aí os casos suspeitos de Covid-19, sendo 778 descartados e 106 confirmados, dos quais 32 já se encontram recuperados. Dois óbitos, até o momento, foram registrados em razão da doença. Para ter acesso à íntegra do boletim municipal, basta clicar aqui.



Novos casos



Entre os oito novos casos inseridos nesta última atualização do boletim, há um adolescente do sexo masculino com idade entre dez e 19 anos; cinco pessoas com idade entre 20 e 29 anos (três mulheres - uma delas é gestante - e dois homens), um homem na faixa dos 30 a 39 anos e um idoso (sexo masculino) com idade entre 60 e 69 anos. Todos passam bem e cumprem isolamento domiciliar, com exceção do homem com idade entre 30 e 39 anos, que viajou ao exterior, cumpriu recomendação de isolamento e  já se encontra recuperado da infecção. Quanto à gestante, esta passa bem e permanece em casa isolada. Trata-se de um caso de contato com caso positivo local.



Sobre estes novos casos, segundo o último boletim, quatro deles têm histórico de viagem dentro ou fora do Brasil. Este foi o contexto que trouxe os primeiros casos da doença para a Capital. No entanto, os dados oriundos da investigação epidemiológica de todos os 106 já confirmados mostra que esse contexto mudou.



Origem da infecção



Passados 53 dias da monitoramento da infecção, o monitoramento epidemiológico da Secretaria Municipal de Saúde (Semus) mostra que atualmente o contexto de transmissão da doença vem mudando. Quase um terço (31,2%) de todos os casos de Covid-19 da Capital tem como provável de infecção contágio em viagens a outros municípios (4,7%), estados (20,8%) ou ao exterior (5,7%). Enquanto quase metade (48,1%) dos casos surgiu de contato local com algum caso positivo da infecção.



Atualmente, 7,5% dos casos seguem em investigação tendo em vista que não possuem histórico de viagens. Por isso, a Semus realiza investigação para apurar quais outras formas possíveis de contato com o coronavírus, quando essa resposta não é determinada, se ratifica o contexto de transmissão comunitária, quando não é mais possível identificar origem da infecção e que pode estar relacionada à circulação de pessoas assintomáticas por ambientes compartilhados por outras pessoas. Em Palmas, 13,2% dos casos já confirmados estão nesta classificação (transmissão comunitária).



Por isso, as recomendações para vigilância da higiene e respeito ao distanciamento social continuam mantidas para que a população local não seja exposta coletivamente à infecção garantindo melhor resposta dos serviços de saúde aos casos já identificados.



Links



Prefeitura de Palmas contrata profissionais da saúde para reforçar combate à Covid-19

  

 

#FiqueBemEmCasa: buscar o bem-estar físico e emocional é alternativa saudável em tempos dedistanciamento social

 

 

#FiqueBemEmCasa:especialista orienta a tirar um tempinho para organizar de forma correta osmedicamentos em casa