Centro Flor de Lis reúne mulheres atendidas para aula de zumba e bate papo

Secretaria do Desenvolvimento Social

Autor: Eliene Campelo | Publicado em 16 de outubro de 2019 às 15:53

  Mais de 60 mulheres são atendidas atualmente pelos profissionais do Centro


"O ressignificar da vida de uma mulher tem a autoestima como um dos fatores essenciais. Sentir-se bem as tornam muito mais autônomas e independentes", a explicação é da psicóloga Fernanda Brito do Centro de Referência da Mulher - Flor de Lis e foi dada durante encontro com mulheres atendidas pelo programa na manhã desta quarta-feira, 16, no Parque Cesamar. A programação contou com aula de Zumba Dance, dicas de saúde e muito bate papo entre as profissionais da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) e as mulheres atendidas no Centro.

 

 "Esse encontro dá novas perspectivas para essas mulheres. Elas estão vivenciando uma fase delicada e precisam desses momentos de valorização, auto cuidado, socialização e  acolhimento. Cada uma com sua história pode ajudar a fortalecer as outras, trabalhar juntas pode tornar o processo de reconstrução da vida mais leve", destacou a secretária Executiva da Sedes, Simone Sandri, acrescentando que o Centro Flor de Lis atende cerca de 60 mulheres atualmente.

 

A dona de casa C. S. M., de 35 anos, conta que foi casada por 14 anos e que sofreu  violência física, psicóloga e patrimonial nos últimos 07 anos de relacionamento. O saldo destes anos de maus tratos é a depressão e a baixa autoestima. 

 

"Eu hoje tenho dificuldade para me arrumar, me olhar no espelho, passar um batom. Não tenho mais vaidade. No Centro Flor de Lis eu voltei a ter uma vida, a me enxergar como ser humano. Eu fui expulsa da minha vida sem direito a nada. Sem casa, sem móveis, com ameaças de morte. E hoje eu busco no grupo o apoio que preciso para continuar a viver", disse  C.S.M.

 

 

Este encontro no Parque Cesamar é apenas uma das atividades realizadas pela rede de proteção à mulher em Palmas. O Centro de Referência da Mulher Flor de Lis está localizado na Avenida Palmas Brasil, na Arse 71, onde as mulheres vítimas de violência são acolhidas e recebem orientação jurídica, atendimento psicológico e social. 

 

Após o atendimento, essas mulheres são encaminhadas para a Delegacia da Mulher e, se necessário, para uma casa abrigo  onde ficam hospedadas, de forma sigilosa e segura.

 

No Centro Flor de Lis a mulher recebe atendimento por demanda espontânea ou por encaminhamento de algum parceiro da rede de proteção à mulher como a Defensoria Pública, por exemplo. Os atendimentos são realizados por técnicos especializados, assistentes sociais, psicólogos e outros, podendo ser feitos individualmente ou em grupo.

 

 

 

Disque 180

 

 

Diversos órgãos são parceiros do Município na prevenção e combate à  violência contra a mulher e de gênero e, para fazer uma denúncia, qualquer pessoa pode ligar no Disque 180 que é um serviço de utilidade pública, gratuito e confidencial, oferecido pela Secretaria Nacional de Políticas para as Mulheres do Ministério dos Direitos Humanos.

 

Nos órgãos públicos e nos estabelecimentos comerciais localizados no Município, desde março de 2018, há cartazes com alertas referentes à divulgação do telefone 'Disque 180' para denúncias de Violência contra a Mulher em Palmas. 

 

A divulgação é em cumprimento a Lei Municipal nº 2.369/2018 que obriga a afixação de avisos com o número do Disque Denúncia de Violência contra a Mulher em estabelecimentos públicos e comerciais.

 

 

Telefones Úteis

  

 

Centro de Atendimento da Mulher - Flor de Lis  (63) 3212-7246

Delegacia Esp. De Defesa da Mulher Infância e Juventude - (63) 3218-1885

Delegacia da Mulher - (63) 3218-6878

 

 




Edição e postagem: Lorena Karlla