Clientes do Banco do Povo voltam a contrair novos empréstimos com o objetivo de ampliar seus negócios

Banco do Povo

Autor: Wédila Jácome | Publicado em 09 de agosto de 2017 às 13:25

Juros baixos e os descontos são uns dos fatores para quem busca novos empréstimos junto à instituição

Dos 18 financiamentos firmados na manhã dessa quarta-feira, 09, junto ao Banco do Povo, que somam R$ 153 mil em micro créditos, cerca de 40% era de clientes da instituição que voltaram a contrair empréstimo com o objetivo de ampliar seus negócios. Os juros baixos e os descontos para quem paga em dias suas parcelas são uns dos fatores para quem busca novos empréstimos junto à instituição.

 

A costureira Rosilda Pereira da Cruz já trabalha no ramo há 35 anos. “Sempre trabalhei para os outros, aí resolvi montar o meu ateliê trabalhar por conta própria e consegui graças ao financiamento no Banco do Povo em 2016”. A costureira conta que já tem seis máquinas profissionais e com esse novo empréstimo irá comprar mais uma máquina, além de tecidos e aviamentos. “Eu ainda tinha quatro parcelas a serem quitada e resolvi antecipar o pagamento, para contrair esse novo empréstimo”.

 

A superintendente do Banco do Povo, Carmem Lúcia, explica que qualquer pessoa que queria contrair um novo contrato com o banco do Povo deve quitar o contrato anterior. “Se uma pessoa tiver seis parcelas a serem pagas, nós deflacionamos essas seis parcelas, diminuímos os juros, a pessoa paga o seu débito e já está habilitada para contrair um novo empréstimo”.

 

Carmem afirma que não tem limite para quantidade de empréstimos que um microempreendedor individual possa fazer com o Banco do Povo. “Nós temos aqui o senhor Raimundo, dono de uma oficina de bicicletas, que já está em seu 10º empréstimo. Ele foi o número um a fazer o empréstimo aqui no Banco do Povo e ele continua nosso cliente até hoje. Ele é uma pessoa absolutamente pontual”, conta a superintendente.

 

O secretário de Desenvolvimento Econômico e Emprego, Kariello Coelho destaca que as assinaturas de hoje representam dinheiro fomentando o comércio. “Todo o histórico dos que pegam financiamento no Banco do Povo é de um nível de adimplência alta, todos eles pagam, por isso o recurso volta, por isso podem pegar de novo”, destaca Kariello, complementando ainda que tem pessoas que já pegaram 14 vezes empréstimo na instituição.

 

O microempreendedor individual da construção civil, Sebastião Sílvia Ribeiro, trabalha há 20 anos como pedreiro e há cinco anos se tornou pequeno empresário, prestando serviços terceirizados há grandes construtoras. “Essa é a terceira vez pego empréstimo no Banco do Povo, a primeira foi como pessoa física e essa é a segunda vez como MEI (Micro Empreendedor Individual). Esses empréstimos serviram para comprar material e ampliar meu ramo de serviço”, conta ele. 

 

Primeiro empréstimo

 

Ansiosa para poder ampliar seu pequeno restaurante, a MEI Márcia Chavier dos Santos procurou o banco do Povo pela primeira vez. “Com esse dinheiro vou fazer pequenas reformas e comprar mais mesas e cadeiras para meu restaurante, e também servirá como capital de giro para o negócio”.

 

Banco do Povo

 

O Banco do Povo disponibiliza empréstimos de até R$ 5 mil para pessoas físicas e de até R$ 10 mil para pessoas jurídicas. Os contratantes têm o prazo de 24 meses para pagamento no caso de pessoa jurídica e 18 meses para pessoas físicas. Os juros são de 1% ao mês, com abatimento de 0,2% para pagamento em dia.

 

No primeiro semestre de 2017 a instituição já concedeu R$ 752.500,00 em microcrédito para 93 microempreendedores individuais, pequenas empresas e pessoas físicas que necessitavam de crédito para abrirem ou ampliarem seus negócios.