Cras Morada do Sol conclui oficina de Fotografia Digital em Palmas

Secretaria do Desenvolvimento Social

Autor: Redação Sedes | Publicado em 22 de março de 2019 às 09:34

Projeto foi realizado em parceria com a Fundação Cultural de Palmas

Terminou na tarde desta quinta-feira, 21, a oficina de Fotografia Digital de Bolso, realizada pelo Centro de Referência de Assistência Social/Centro de Artes e Esportes Unificados (Cras/CEU), em parceria com a Fundação Cultural de Palmas. A última aula da oficina de fotografia foi realizada no Orquidário Municipal de Palmas e contou com a participação de todos os alunos do curso.

 

A oficina teve início no dia 19 de fevereiro, para duas turmas que totalizaram 12 alunos, entre adolescentes e idosos, todos residentes do setor Morada do Sol e que desejavam aprender noções básicas de fotografia digital. A oficina foi composta por cinco encontros, sendo quatro aulas teóricas e uma prática, esta última, realizada no Orquidário de Palmas, sob a supervisão do fotógrafo e coordenador pedagógico do CEU, Ivamberto da Silva de Lemos. Segundo Lemos, as fotos feitas no orquidário serão, posteriormente, expostas ao público. 

 

De acordo com o coordenador pedagógico, “a ideia da oficina de Fotografia Digital de Bolso surgiu de uma necessidade que todos têm em registrar os momentos mais importantes da vida e hoje com o celular podemos guardar estes momentos”, relatou. Ivamberto lembrou ainda que “muitos dos alunos já fotografavam e não tinham um olhar de fotógrafo e a oficina possibilitou essa troca de experiências, além do conhecimento básico; descobrir que mesmo sem câmera profissional, apenas com um celular podemos ter grandes fotos”, afirmou.

 

Para o coordenador do Cras Morada do Sol, Deliel Barbosa, “o intuito das aulas foi para que os alunos colocassem o olhar deles dentro da comunidade e do município onde eles vivem. Às vezes as pessoas que moram na periferia da Capital não conhecem o que existe no centro da cidade, seja como pontos turísticos ou não, o objetivo é que os alunos da oficina de fotografia façam essa contextualização do olhar deles, entre o centro e a periferia do lugar onde vivem”, disse.




Edição e postagem: Iara Cruz