CRAS/CEU Morada do Sol e parceiros promovem ações durante a Semana de Conscientização sobre Autismo

Secretaria do Desenvolvimento Social

Autor: Redação Sedes | Publicado em 29 de março de 2019 às 17:31

Atividades acontecem na segunda, 1º, a partir das 9 horas


Dia 02 de abril é o Dia Mundial da Conscientização sobre o Autismo e, para lembrar à sociedade sobre a importância de debater sobre o assunto e, principalmente, esclarecer dúvidas e conhecer melhor esse transtorno que afeta principalmente as crianças, o Centro de Referência da Assistência Social (Cras) e Centro de Esportes Unificado (CEU) Morada do Sol inicia na próxima segunda-feira, 1º de abril, a partir das 9 horas, no Cras Morada do Sol, uma série de ações que incluem palestras e rodas de conversas sobre o tema.

 

No evento de abertura das atividades, que seguirão por toda a semana, será ministrada uma palestra sobre Autismo, com as psicopedagogas Mileni Stefanini Santana, professora de Educação Infantil e mãe TEA (que possui filhos com Transtorno do Espectro Autista - TEA) e Tarcyele Borges, pedagoga e também mãe TEA. Ambas são da associação Anjo Azul, instituição que atua na área.

 

Segundo o coordenador do Cras Morada do Sol, Deliel Barbosa, a proposta de trabalhar uma semana de conscientização do autismo é uma oportunidade para mostrar à sociedade que esse público pode ter o seu espaço nas universidades, nas escolas, nos grupos sociais e em outros lugares que pessoas não autistas já conquistaram.

 

Para Deliel, o objetivo é sensibilizar a população da área de abrangência do CRAS, com o propósito de fortalecer as famílias que enfrentam esta realidade, “fazendo com que a inclusão de quem se depara com essa síndrome seja efetivamente realizada, tornando uma sociedade mais inclusiva, humana e com equidade”, destacou.

 

A secretária municipal do Desenvolvimento Social de Palmas, Valquíria Rezende, disse que ações como essas engrandecem os equipamentos da Secretaria do Desenvolvimento Social (Sedes), especialmente quando propõe trabalhar com as famílias. “O acolhimento que aplicamos nas Unidades de Referência (Cras) é muito mais que receber pessoas e preencher formulários. Estamos sempre estudando, conversando e entendendo como ampliar nosso potencial de atendimento”, frisou.

 

A secretária lembrou ainda que é fundamental o envolvimento de toda a equipe em ações como esta, uma vez que “a humanização dos processos vai além do afeto, ela compreende a solução de problemas e, é por isso, que toda roda de conversa, todo movimento que resulte em inclusão, faz parte de nossa obrigação”, concluiu.

 

Programação


Já nos dias 03, 04 e 05, sempre às 8h30, os grupos do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, os alunos da Escola de Tempo Integral Duque de Caxias - Caroline Campelo e a comunidade da região devem participar das atividades que serão desenvolvidas conjuntamente com o CEU, ETI Caroline Campelo e Associação Anjo Azul, no Cras Morada do Sol.

 

 

 

Edição e postagem: Lorena Karlla