Crianças de 10 e 11 anos recebem primeiras doses da vacina contra dengue em Palmas

Secretaria Municipal da Saúde

Autor: Redação Semus / Edição: Denis Rocha | Publicado em 28 de fevereiro de 2024 às 09:54

Imunizante está disponível nas unidades de saúde

Na manhã desta quarta-feira, 28, foram aplicadas as primeiras doses da vacina contra a dengue em crianças de 10 e 11 anos em Palmas. O imunizante, que agora faz parte do calendário nacional de vacinação, está disponível em todas as Unidades de Saúde da Família (USFs), das 8 às 18 horas, de segunda a sexta-feira. Para garantir a aplicação, a criançada deve estar acompanhada dos pais ou responsável, com documentos pessoais e o cartão de vacinação.

Por saber a importância da imunização para a saúde pública e querer mostrar o exemplo para a comunidade, a agente comunitária de saúde da Arno 61 (503 Norte), Rosirene Alencar, levou a neta Anna Louize Alencar, de 10 anos, para ser uma das primeiras a tomar a vacina. “Nós, profissionais da saúde, somos o exemplo para a população. Nós temos a missão de orientar, explicar, convidar os pais que tragam todas as crianças dessa faixa etária para se protegerem”, destaca.

Convidada pela ACS Rosirene, a mãezinha Maria das Graças levou o filho, Isaac Alves Brito, de 11 anos, para tomar o imunizante. Ela conta que sempre tem a preocupação de manter a caderneta dos dois filhos atualizada. “A saúde é a única coisa que nos mantém vivos. Eu e meus filhos já pegamos dengue e sabemos o quanto é uma doença ruim, dessa vez só o Isaac que foi privilegiado com a faixa etária, mas estou muito feliz”, contou.

O Isaac relembrou um pouco sobre o que sentiu quando teve dengue. “Senti muitas dores pelo corpo, dor de cabeça, vontade de vomitar o tempo todo. Nunca mais quero pegar essa doença, quando soube da vacina, eu nem pensei duas vezes em vir.” Após tomar o imunizante, o jovem reforçou que não doía e que ia chamar todos os amigos para tomarem também.

As amigas Sofia Bezerra Fernandes Castro e Ana Clara Alves de Jesus, ambas com 10 anos, mesmo com medo, foram juntas tomar a vacina para garantir uma vida saudável. Elas explicaram que, mesmo com a dose, iriam manter os hábitos de manter um quintal organizado e não deixar objetos que podem acumular água expostos. “Mesmo com vacina, precisamos acabar com o mosquito, então é não deixar água parada, virar sempre garrafas, tampar a caixa d’água, entre outros”, afirmou Sofia.

 

Sobre o imunizante

A vacina neste primeiro momento está disponível apenas para crianças de 10 e 11 anos. O esquema vacinal da Qdenga é composto por duas doses com intervalo de três meses entre elas. Não podem tomar a vacina gestantes, lactantes e pessoas com imunodeficiência. Para aqueles que tiveram a doença recentemente, é necessário um prazo de seis meses para aplicação do imunizante.


 

Texto: Semus Palmas
Edição: Denis Rocha/Secom