Curta metragem de alunos da ETI Almirante Tamandaré vence Festival Internacional de Cinema de Alvorada - RS

Secretaria Municipal da Educação

Autor: Redação Secom | Publicado em 04 de dezembro de 2023 às 08:28

Fecea é um espaço para divulgação e valorização do trabalho audiovisual realizado no ambiente escolar aberto à participação de estudantes de todo mundo

Os alunos da ETI Almirante Tamandaré que participaram da produção do curta metragem ‘Ivy, seu tempo, suas prioridades’ comemoraram neste sábado, 2, a conquista dos prêmios de melhor filme na categoria júri popular e melhor roteiro no Festival Internacional de Cinema Estudantil de Alvorada (Fecea), no Rio Grande do Sul (RS). A cerimônia de premiação dos vencedores aconteceu na Câmara Municipal do município gaúcho e teve transmissão ao vivo pelo YouTube.

O Fecea é um espaço para divulgação e valorização do trabalho audiovisual realizado no ambiente escolar, aberto à participação de estudantes de todo o mundo, desde o Ensino Fundamental (1º ao 5º ano e 6º ao 9º ano), Ensino Médio, Educação de Jovens e Adultos e também universidades e escolas de cinema

O professor Deyvid Carvalho, responsável pelo projeto na unidade, explica que sempre gostou de utilizar a produção audiovisual na educação, e levou a ideia de produzir um curta metragem para a escola buscando alunos que se identificassem com o tema para iniciarem um processo mútuo de capacitação e aprendizado. As boas surpresas foram se apresentando, como a base de roteiro apresentada pela aluna Ana Beatriz Tavares Coutinho em tempo mínimo, o convite aceito pelos acadêmicos da Universidade da Maturidade para participação e a escolha da música perfeita, que foi composta por seu irmão. “Tudo cooperou para que desse certo”, disse.

Com a definição da passagem do tempo como tema e a base do roteiro prontas, as ideias para estruturar o filme foram surgindo à medida que a equipe conhecia mais acerca dos métodos de produção. A mentalidade de buscar fazer o melhor possível com os recursos que estivessem disponíveis reinava entre o grupo. “Nós aprendemos a fazer enquanto íamos fazendo. Com o próprio trabalho começamos a identificar os melhores ângulos, as melhores falas”.

Deyvid considera que participar de uma produção contribui para o desenvolvimento do aluno em diversos aspectos, não somente o cognitivo. “Há casos de alunos que gostam de escrever, mas são tímidos e não têm desenvoltura na fala. Há também ganhos na melhora na comunicação e dos relacionamentos interpessoais, na descoberta dos equipamentos e seu uso, com oficinas. Eles sobretudo aprenderam que vale a pena se esforçar para conseguir um bom resultado, e isso é um ganho para qualquer área de atuação que vierem a escolher”, acredita. 

Assinando a produção como roteirista, Ana Beatriz credita à iniciativa do professor e ao respaldo da escola as condições favoráveis à produção, desde equipamentos ao conhecimento e incentivo.

Acerca da redação do roteiro, ela diz que não fez nenhum estudo prévio. Foi o hábito de leitura constante que me ajudou. Eu gosto muito de ler, e isto influenciou muito na criação do texto base, para que em equipe fizéssemos os ajustes e adequações necessários. O resultado foi surpreendente, nunca imaginei que nosso curta chegaria tão longe superando nossas expectativas”, comemora.

O curta-metragem tem rendido muitos frutos na área do cinema estudantil, sendo já selecionado para participar de seis festivais. 

 

O filme

Ivy, seu tempo, suas prioridades’ aborda a história de três meninas, que mantêm entre elas uma grande amizade. No entanto, tudo muda quando uma delas ganha um celular de última geração, mudando suas prioridades. Nessa perspectiva, o filme faz uma reflexão sobre a vida e o tempo, mostrando que cada escolha gera uma história diferente e que é necessário saber o que é mais importante, pois o tempo não espera.

A produção foi realizada inteiramente pelos alunos ETI Almirante Tamandaré, com orientação e capacitação do professor Deyvid Carvalho e participação das alunas da Universidade da Maturidade (UMA/UFT). O curta teve como trilha sonora a música 'O tempo', do músico e compositor Youssef Carvalho, que autorizou o uso da canção na produção.