Empreendedorismo: seminário capacita mulheres em situação de vulnerabilidade na região Norte de Palmas

Secretaria do Desenvolvimento Social

Autor: Juliana Matos | Publicado em 12 de dezembro de 2019 às 12:14

Seminário Ela Pode ocorreu no setor Santo Amaro graças à parceria com o Cras 407 Norte

Mais de 80 mulheres de quadras da região Norte (Arnes e Arnos) participam na manhã desta quinta-feira, 12, do 5º Seminário Ela Pode no Tocantins. Toda a programação aconteceu no Ponto de Apoio no setor Santo Amaro. O seminário é realizado por multiplicadores e parceiros da Rede Mulher Empreendedora em parceria com o Centro de Referência em Assistência Social (Cras) 407 Norte.

 

Das mulheres inscritas no seminário, 61% delas declarou já ter empreendido, entretanto, sem qualquer formalização. Este também é o caso da diarista Niuray Santos Abreu, que chegou cedo para participar da programação. Ela é mãe de três filhos e responsável por metade da renda familiar. Niuray contou que a venda de lanches foi uma experiência empreendedora que a agradou. “Era eu e uma amiga, fazíamos todo tipo de lanche. Não tem padaria na vizinhança então era uma opção para quem morava perto. Mas ela saiu e não tive mais como fazer sozinha os lanches. Hoje faço faxinas mas quero ter um serviço certo e trabalhar para ter minha casa”, disse Niuray.

 

Para mulheres como Niuray o seminário ofereceu palestras voltadas para capacitação em empreendedorismo para mulheres. Alguns dos temas foram marca pessoal, networking, finanças e ferramentas digitais para negócios.

 

A microempreendedora Gleyciane Fonseca falou sobre Liderança e Comunicação Assertiva. “É uma oportunidade de ensinar como a comunicação assertiva é essencial para elas mostrarem para o mundo seu potencial de forma objetiva e direta”, disse Gleyciane.

 

Todas as palestras foram realizadas com ajuda de multiplicadoras do Programa Ela Pode, que recebe apoio do Google. A empresária Paloma Menezes se tornou multiplicadora na primeira edição do seminário no Tocantins, em março deste ano. Ela conta que o programa a estimulou a querer compartilhar o que aprendeu. “Foi tão bom que me senti abraçada. Quis logo compartilhar isso e garantir que mais mulheres alcançassem o conhecimento que conquistei”.

 

Parcerias

 

A coordenadora do Cras 407 Norte, Silvânia Cristina Marinho, explicou que parcerias como esta são buscadas para oferecer mais oportunidades para famílias em situação de vulnerabilidade. “Estamos sempre buscando ações e programas para melhorias para que essas famílias conquistem oportunidades para empreender e se fortalecer”, frisou a coordenadora.

 

Além da Prefeitura de Palmas, por meio do Cras, empresas e instituições locais também apoiaram o seminário, a exemplo do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) que ofereceu atendimentos de depilação e design de sobrancelhas, do Centro Educacional Alecrim Dourado que realizou monitoria recreativa com filhos das mulheres participantes, Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) com a oferta de brindes e muitos outros parceiros locais.

 



Revisão: Iara Cruz