Encontro vai discutir processos de cuidados e tratamento de pacientes com transtorno mental

Secretaria Municipal da Saúde

Autor: Semus | Publicado em 19 de fevereiro de 2024 às 12:16

Objetivo é debater o projeto de matriciamento e fornecer a capacitação nas USFs

A Secretaria Municipal da Saúde (Semus) de Palmas, por meio da Coordenação de Saúde Mental e em parceria com a Fundação Escola de Saúde Pública (Fesp), promoverá, nos próximos dias 20, 22 e 27 de fevereiro, um encontro com os médicos da Atenção Primária e Secundária para discutir os cuidados e tratamento de pacientes com transtornos mentais. Os encontros ocorrerão no auditório da Semus, na Av. Teotônio Segurado, Quadra ACSU-SE 130 (1302 Sul), das 14 às 18h, e visa discutir sobre os atendimentos de pacientes de saúde mental nas Unidades de Saúde da Família (USF).

De acordo com a superintendente da Média e Alta Complexidade (Sumac) da Semus, Ludmila Nunes, os encontros tem como objetivo discutir o projeto de matriciamento e fornecer a capacitação necessária para que as USFs possam atender aos casos leves das demandas de saúde mental. Embora casos mais complexos e que exijam maior atenção sejam encaminhados para os serviços especializados de saúde, como os ambulatórios e os Centros de Atenção Psicossocial, a Atenção Primária também é responsável por integrar a linha de cuidado, tanto no tratamento dos casos leves, como também em desenvolver junto aos serviços especializados ações estratégicas para os pacientes dentro do território de saúde.

Matriciamento

O matriciamento, segundo o Ministério da Saúde, é um modo de produzir saúde em que duas ou mais equipes, num processo de construção compartilhada, criam uma proposta de intervenção terapêutica.

O matriciamento em saúde mental representa uma iniciativa que visa descentralizar o atendimento especializado, levando-o para mais próximo da comunidade. Esta abordagem pretende fortalecer a Rede de Atenção Psicossocial (Raps) e, dessa forma, garantir um cuidado mais acessível e eficaz para a população.