Evento que celebra o Dia Nacional da Luta Antimanicomial começa nesta segunda-feira, 13

Fundação Escola de Saúde Pública de Palmas

Autor: Fesp | Publicado em 10 de maio de 2024 às 15:17

Programação voltada para a população em geral segue até dia 21 é voltada para promover diálogos antimanicomiais e divulgar serviços de saúde mental

A partir desta segunda-feira, 13, tem início a programação do "Libertamente: Luta Antimanicomial de Palmas". O evento, que se estende até o dia 21 de maio, é voltado para a população em geral e tem como objetivo promover diálogos antimanicomiais, além de convidar as pessoas a conhecerem de perto os serviços de saúde mental.

Dentre a programação, estão incluídas roda de conversa, musicoterapia, apresentação teatral, construção de mural, exposição de artigos produzidos no Centro de Atenção Psicossocial (Caps), exibição de filmes entre outros.

A profissional de educação física, preceptora do programa de Residência em Saúde Mental da Fundação Escola de Saúde Pública de Palmas (Fesp) e uma das organizadoras do evento, Paulianny Mirelly Gonçalves de Sousa, destaca a importância do movimento. "O intuito desta mobilização é provocar reflexões sobre o cuidado em liberdade, orientado pelos princípios da Reforma Psiquiátrica, além de fortalecer o trabalho em rede ofertado pelos diferentes serviços da Rede de Atenção Psicossocial de Palmas. A expectativa é desconstruir o estigma, o preconceito e a discriminação sobre pessoas com transtornos mentais, dando voz à luta pelo direito fundamental à liberdade”. 

Ela ressalta que a programação do evento surgiu de uma construção coletiva, formada por atores sociais de diversos espaços, incluindo trabalhadores, usuários dos serviços de saúde mental, residentes, professores e acadêmicos de instituições de ensino superior parceiras que, de alguma forma, se identificam com o movimento da Luta Antimanicomial.

Sobre a Luta Antimanicomial

O dia 18 de maio marca o Dia Nacional da Luta Antimanicomial, um movimento pela defesa dos direitos das pessoas que enfrentam sofrimento mental. No cerne desse movimento está o enfrentamento ao estigma e à exclusão de indivíduos com sofrimento psíquico grave, em detrimento de supostos tratamentos. "Com 37 anos de história, a Luta Antimanicomial é um movimento social protagonista das principais batalhas pela reconstrução do modelo de cuidado em saúde mental no Brasil", enfatiza Paulianny.

O evento é organizado pela Fundação Escola de Saúde Pública (Fesp), da Secretaria Municipal de Saúde (Semus), Consultório na Rua, Centro de Atenção Psicossocial (Caps II), Centro Universitário Luterano de Palmas (Ulbra Palmas), Centro Universitário Católica do Tocantins (UniCatólica), Centro Universitário Maurício de Nassau (Uninassau) e Coletivo da Luta Antimanicomial em Palmas (Colapa).

 

Confira a Programação 

 

13/05 (seg)
9h -  Cine debate: passageiros de segunda classe, roda de conversa, exposição de artigos produzidos pelos usuários, musicoterapia e apresentação teatral: Passos da loucura (Caps AD III)
15h - Cine Debate: passageiros de segunda classe, confecção de cartazes e apresentação cultural com usuários (Caps AD III)

14/05 (ter)
16h - Interação dialogada sobre o 18 de maio e a Luta Antimanicomial e distribuição de panfletos (Feira da 304 Sul)
19h - II Diálogos  Antimanicomiais (Ulbra Palmas)

15/05 (qua)
9h -  Apresentação cultural com usuários, exposição de obras produzidas nos grupos ativos do serviço, construção de mural: mãos/mitos e verdades, bazar (Caps II)

16/05 (qui)
16h - Interação dialogada sobre o 18 de maio e a Luta Anticomanicomial e distribuição de panfletos na Feira da Arse 112 (1106 Sul)

17/05 (sex)
16h - Abertura com ambiência e exposição de fotos da reforma psiquiátrica e de artigos produzidos no Caps  (Praia da Graciosa)
17h - Manifestação com grupos de percussão pela orla da Graciosa, finalizando na areia da praia
18h - Apresentações, palco aberto e produções de caricaturas (Praia da Graciosa)

21/05 (ter)
19h - Cine-debate: exibição do filme "Nise: o coração da loucura", seguido de discussão, debate e reflexão (Unicatólica)