#FiqueBemEmCasa: especialista orienta a tirar um tempinho para organizar de forma correta os medicamentos em casa

Fundação Escola de Saúde Pública

Autor: Redação Fesp | Publicado em 05 de maio de 2020 às 09:54

Confira as dicas e orientações da farmacêutica Débora Brenda sobre os cuidados no armazenamento dos fármacos

Uma boa sugestão para ocupar o tempo e ainda garantir a segurança de toda a família é tirar uma horinha do dia para organizar de forma correta os medicamentos em casa, especialmente as sobras após o uso inicial, formando as chamadas “farmácias caseiras”. Pensando nisso, a série #FiqueBemEmCasa traz discas sobre os cuidados no armazenamento dos fármacos. Confira na matéria a seguir as orientações da farmacêutica Débora Brenda sobre o tema.

 

A farmacêutica do Programa de Residência em Saúde da Família e Comunidade da Fundação Escola de Saúde Pública de Palmas (Fesp), Débora Brenda, observa que o indicado é ter em casa somente os Medicamentos Isentos de Prescrição (MIPs), para eventual emergência e aqueles de uso contínuo que possuem prescrição médica. “É fundamental verificarmos com regularidade o prazo de validade dos medicamentos. Também devemos armazenar de forma correta para garantir as suas propriedades farmacológicas e a segurança da família, armazenando em locais de difícil acesso para as crianças”, orienta a profissional.

 

A farmacêutica explica que as interferências do ambiente podem alterar as características físico-químicas dos medicamentos, podendo interferir diretamente na sua eficácia e, consequentemente, nos resultados esperados. “Todos os medicamentos possuem estudos e instruções para um armazenamento correto, que preserve suas propriedades. É válido e importante a leitura desta informação na bula, quando adquirimos um medicamento”, reforça lembrando que o acesso facilitado a medicamentos em casa pode induzir à automedicação, comportamento que pode trazer riscos irreparáveis à saúde.

 

Para organizar de forma adequada os medicamentos em casa, a farmacêutica Débora selecionou três etapas que devem ser seguidas com regularidade, acompanhe a seguir.


1 - Selecione

 

- Reúna todos os medicamentos que estiverem pela casa e olhe os lotes e validades, um por um;

- Separe os que estiverem vencidos, com alteração na cor ou em degradação (serão descartados);

- Identifique aqueles que irão vencer nos próximos seis meses, seja em um saquinho ou com etiquetas, para facilitar na próxima organização.

 

2 – Armazene

 

- Reserve um recipiente para guardar todos eles juntos, assim fica mais fácil encontrá-los e conservá-los;

- Escolha um local fresco e seco para guardá-los, onde a temperatura se mantenha entre 15°C a 30°C. O ideal é evitar a cozinha (principalmente perto do fogão e em cima da geladeira), o banheiro e perto de paredes que recebem maior incidência de sol.

 

3 – Descarte

 

- Jamais descarte medicamentos na pia, no lixo comum ou vaso sanitário;

- Procure drogarias, farmácias hospitalares ou Unidades Básicas de Saúde que prestem serviço de coleta de medicamentos vencidos para que seja feito o correto processamento.