Gestores debatem prevenção e atendimento às vítimas de violência sexual em Palmas

Secretaria Municipal de Políticas Sociais e Igualdade Racial

Autor: Eliene Campelo | Publicado em 28 de março de 2023 às 10:03

Mesa temática reuni representantes das áreas de segurança pública, educação, saúde, assistência social, poder judiciário e legislativo municipal

Em mesa temática ‘Diálogo sobre os compromissos dos detentores de deveres frente a estruturação da política de atendimento às crianças e adolescentes no setor Taquari’ a Prefeitura de Palmas apresentou ações já desenvolvidas e novas frentes de trabalho propostas para a localidade aos representantes das áreas de segurança pública, educação, saúde, assistência social, poder judiciário e legislativo municipal. 

O debate contou com a participação das secretárias municipais de Desenvolvimento Social, Adriana Aguiar, da Educação, Maria de Fátima Pereira e da superintendente de Atenção Primária e Vigilância em Saúde, Gillian Cristina Barbosa.

A mesa de debates aconteceu durante o seminário 'Dois projetos - um novo presente', que foi realizado nesta segunda-feira, 27, na Escola Estadual Elisângela Glória Cardoso, pelo Centro de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente - Cedeca Glória de Ivone e reuniu profissionais das áreas de saúde, assistência social, educação, conselheiros tutelares e moradores do Jardim Taquari.

“Essa mesa de gestores de diversas áreas voltadas para a criança e o adolescente, demonstra que o melhor caminho é atuarmos em rede, com ações conjuntas, coordenadas, pois assim, fortalecemos as políticas públicas e garantimos serviços de qualidade para os cidadãos”, destacou a gestora da Sedes, Adriana Aguiar.

O promotor da Infância e Juventude e coordenador do Centro de Apoio Operacional (Caopije), Sidney Fiori Júnior, agradeceu a participação das instituições e lembrou que o trabalho é contínuo e acontece nas mais diversas frentes. “Temos grandes avanços em Palmas no enfrentamento à violência sexual contra crianças e adolescentes, a Escuta Especializada, é um desses avanços; mas precisamos fortalecer ainda mais a rede de apoio e, sobretudo atuar com a prevenção”, disse.

A conselheira Tutelar, Leida Couto, apontou para as situações enfrentadas durante o atendimento das demandas relacionadas à violência sexual e solicitou aos presentes que construam uma estratégia para que essas vítimas recebam atendimentos de maneira mais célere. “Esses casos não podem ser enquadrados como outras formas de violação, exigem um tratamento diferenciado”, defendeu.

Durante os debates foram levantados temas como a estrutura do atendimento em saúde, segurança pública, educação e assistência social, especificamente para o Jardim Taquari, onde o Cedeca Glória de Ivone lançou dois projetos: “Rede de cuidado e escola inéditos viáveis: educar para transformar”, que em conjunto tem o objetivo de estruturar um sistema de enfrentamento da violência sexual contra crianças e adolescentes.

Também participaram da mesa temática a delegada Chefe da Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente, Lucélia Maria Marques Bento; o vereador da Capital, Joatan Silva de Jesus; o presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), Amílson Rodrigues; a gerente de Gestão Pedagógica da Secretaria Estadual de Educação, Diva Nunes Resende; a psicóloga da Secretaria Estadual de Saúde, Viviane Souza Paiva e a presidente da Associação Tocantinense de Conselheiros Tutelares, Julane Marise Gomes.