Grupo de indígenas venezuelanos é abrigado na região Sul da Capital

Secretaria Municipal do Desenvolvimento Social

Autor: Eliene Campelo/ Edição: Lorena Karlla | Publicado em 28 de maio de 2022 às 13:54

Prefeitura de Palmas acolheu mais seis famílias Warao que estão vivendo na Capital

A Prefeitura de Palmas, por meio da Secretaria do Desenvolvimento Social (Sedes), realizou a mudança de um grupo de seis famílias de indígenas venezuelanos Warao que antes residiam na quadra 603 Norte e os alojou na antiga Estação da Juventude, localizada no Setor Santa Bárbara.

A mudança foi acompanhada pelos servidores da Diretoria de Proteção Social Especial e pelo secretário-executivo da Sedes, William Brito. "São 28 pessoas, muitos deles são crianças e adolescentes, em situação de vulnerabilidade. Estamos acompanhando caso a caso com suporte das equipes da área social, de Educação e Saúde" explicou Brito.

Como o alojamento dos venezuelanos no setor Santo Amaro não tem espaço suficiente para receber esse novo grupo, a Sedes providenciou as adequações elétricas e hidráulicas da antiga Estação da Juventude que irá abrigar o grupo temporariamente.

Os itens de higiene e os colchonetes foram doados pelo Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (Acnur). O grupo também recebe cestas básicas repassadas pela Secretaria Estadual de Ação Social e Trabalho (Setas) e pela Sedes.

Em Palmas, os indígenas Warao são acompanhados pela rede intersetorial designada pelo plano integrado para acolhimento dos imigrantes venezuelanos desta etnia.

Entenda

Desde o dia 18 de novembro de 2019 a Prefeitura de Palmas vem realizando ações de suporte e acolhimento em diversas áreas da rede de atendimento dos serviços públicos municipais (Assistência Social, Saúde e Educação) junto aos indígenas da etnia Warao que se encontram no município.