Imunização contra a influenza vai continuar enquanto durarem os estoques da vacina

Secretaria da Saúde

Autor: Redação Semus | Publicado em 04 de junho de 2019 às 16:41

Os grupos prioritários tiveram entre os dias 10 de abril e 31 de maio para se vacinar com exclusividade


Assim que o Ministério da Saúde liberou para a toda a população a vacina contra a Influenza, muitas pessoas não perderam tempo e procuraram os Centros de Saúde da Comunidade da Capital para receber a imunização. Até a última sexta-feira, 31, quando terminou a campanha nacional, quase 90% do público prioritário foi vacinado em Palmas. Os grupos prioritários tiveram entre os dias 10 de abril e 31 de maio para se vacinar com exclusividade.

 


Desde essa última segunda-feira, 03, as 32 unidades onde têm salas de vacina ficaram lotadas de usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). Devido a grande procura, o estoque de algumas unidades já finalizaram. Até o início da tarde desta terça, 04, em nove postos de saúde ainda tinha dose da vacina para ser administrada.


 

O universitário Marcus Vinícius da Costa, 29 anos, aproveitou a ampliação da campanha e foi na unidade mais próxima da sua casa para receber a vacina contra a gripe. "Meus dois filhos e a minha esposa já haviam tomado a dose da vacina, lá de casa só faltava eu. Agora, também estou imunizado. Sei que a vacina é eficaz e protege de três vírus da gripe, então não deixei a oportunidade de receber mais essa proteção”, falou satisfeito.

 


Palmas recebeu 73 mil doses de vacinas para todo o período de Campanha. Até o momento, atingiu 90,88% do público prioritário, sendo vacinadas 80,7% de crianças, 75,23% gestantes, 71,62% puérperas, 126,9% idosos, 107,13%  privados de liberdade, 110,53% professores, 79,08% doenças crônicas, 84,68% trabalhadores da saúde, 1.138 policiais, 447 pessoas trabalhadores do sistema prisional e 4423 pessoas da população em geral.


 

De acordo com a enfermeira da Central de Vacinas de Palmas, Juliana Araújo, as pessoas que se encaixam em algum grupo prioritário e não se vacinam durante a campanha, também pode tentar garantir a vacina em algum posto de saúde, até os estoques acabarem. A Secretaria de Saúde de Palmas solicitou para a Secretaria de Saúde do Estado mais doses para Palmas, e aguarda resposta.