IVM reunirá servidoras para discutir a mulher na vida real

Instituto 20 de Maio de Ensino, Ciência e Tecnologia

Autor: Neuracy Viana | Publicado em 06 de março de 2020 às 18:17

Evento acontecerá no próximo dia 12 de março, às 15 horas, no auditório do Instituto 20 de Maio


Mulheres trabalham, estudam, são mães, esposas, donas de casa, chefes de família e desempenham tantas outras tarefas no dia a dia. E nesse universo multifacetado, elas também erram, choram, adoecem e, diante de tantas atribuições, nem sempre conseguem manter a aparência impecável. Mas mulheres também são aquelas representadas por sua força, beleza e poder, aquelas guerreiras que lutam incansavelmente por respeito, valorização e melhorias. É essa mulher, que nem sempre é mostrada na mídia, que o Instituto 20 de Maio de Ensino, Ciência e Tecnologia (IVM) irá discutir em uma mesa redonda no próximo dia 12 de março.

 

O evento acontecerá a partir das 15 horas, no auditório do IVM, e as servidoras municipais interessadas em participar desse momento programado para elas poderão se inscrever por meio do link.

 

Participam da mesa de debate a prefeita de Palmas, Cinthia Ribeiro, a delegada de polícia Sarah Lilian de Souza, a empresária Nathalia Torres e a psicóloga Liliana Pereira Vaz. As discussões serão mediadas pela presidente do IVM, Valéria Araújo.

 

Quem são elas


Cinthia Ribeiro: É fonoaudióloga, empresária e prefeita de Palmas. Após comandar o PSDB Mulher Estadual, atualmente preside o Diretório Estadual do PSDB. Também é vice-presidente de Relações Institucionais da Frente Nacional de Prefeitos (FNP) e integra o PSDB Mulher Nacional, sendo coordenadora de ‘Transporte’, ‘Mobilidade Urbana’ e ‘Sustentabilidade’.


Liliana Pereira Vaz: é esposa, mãe e psicóloga clínica e hospitalar. Possui especialização em Psicoterapia Cognitiva Comportamental e está cursando pós-graduação na área de Neuropsicologia.

 

Nathalia Torres: é formada em direito, empresária e influencer.

 

Sarah Lilian de Souza: é delegada da Polícia Civil do Tocantins e atualmente está à frente da Delegacia Especializada de Repressão às Infrações de Menor Potencial Ofensivo (DEIMPO - Araguaína/TO), e da presidência do Sindicato dos Delegados de Polícia Civil do Tocantins (Sindepol/TO). Possui graduação em Direito e pós-graduação em Direito Público. É autora do livro ‘Assassinos em série: doentes ou criminosos?’.