Mais um estabelecimento na Capital adere ao Programa Palmas Mais Verde

Fundação Municipal de Meio Ambiente

Autor: Eliene Campelo | Publicado em 27 de fevereiro de 2019 às 09:51

Contrato de adesão ao programa foi entregue na tarde dessa terça-feira, 26, na Arse 41

Na tarde dessa terça-feira, 26, uma área verde de 1.920 m² na Arse 41 foi adotada para receber cuidados especiais de paisagismo e assim oferecer um espaço de convivência diferenciado para as pessoas que circulam por ali. A iniciativa de adesão ao Programa Palmas Mais Verde, que orienta e documenta estes atos de adoção, foi do cirurgião plástico Ícaro Samuel, que mantém uma clínica bem próxima ao local adotado.

 

A presidente da Fundação Municipal de Meio Ambiente, Meire Carreira, visitou o local e entregou ao empresário uma cópia do contrato assinado pelas duas partes na parceria. “Estamos felizes em ver que o número de pessoas aderindo ao Programa Palmas Mais Verde tem aumentado. Estas iniciativas nos ajudam a manter a cidade bonita e acolhedora”, ressaltou Meire.

 

De acordo com Ícaro Samuel, ao adotar uma área verde seu principal objetivo é contribuir com a cidade criando e mantendo “um ambiente que proporcione melhor qualidade de vida, que seja aconchegante, arborizado e que impacte positivamente a vida dos nossos clientes, colegas, colaboradores, nossos vizinhos, enfim, de toda a população”.

 

Ainda de acordo com o cirurgião ele espera que outros colegas possam se espelhar em sua ação. “Quero também poder incentivar outros empresários, colegas da área da saúde a adotar outras áreas verdes, pois é um investimento que vale a pena. Essa ação está em simetria com a nossa missão é impactar e cuidar da vida de pessoas, sempre com vistas em seu bem-estar”.

 

Palmas Mais Verde

 

O Programa Palmas Mais Verde é regido pelo Decreto Municipal nº 1.490 de 30 de outubro de 2017, e tem o objetivo de trazer o cidadão contribuinte para dentro das ações que se revestem de benefícios, melhoria da qualidade de vida e conforto para a cidade.

 

O Programa também torna mais simples e eficaz os procedimentos para adoção de áreas verdes por facilitar a tramitação do processo desde o protocolo no Resolve Palmas, até sua análise final feita pela Fundação Municipal de Meio Ambiente.

 

O programa prevê a interação entre poder público e iniciativa privada, seja física ou jurídica, para realização de ações e projetos que promovam a proteção ao meio ambiente em áreas públicas, destinadas à instalação de canteiros, jardins e parques.

 

Conforme o contrato de adoção da área verde, a empresa fica obrigada por dois anos a realizar a irrigação do local, substituir plantas, desde que autorizada pela FMA, erradicar ervas daninhas e combater pragas, realizar serviços de podas dentre outros, sem nenhum tipo de ônus ao Município. Em contrapartida poderá explorar o espaço para fins de divulgação e vinculação de sua marca ao programa.

 

O contrato pode ser renovado por mais dois anos de vigência, desde que haja interesse de ambas as partes.





Revisão e postagem: Iara Cruz