Meio Ambiente de Palmas oferece curso sobre medição de vazão

Fundação Municipal de Meio Ambiente

Autor: Georgethe Pinheiro/ Edição: Lorena Karlla | Publicado em 26 de janeiro de 2022 às 18:32

Capacitação tem por objetivo ajudar no aprimoramento das habilidades técnicas no trabalho que já é realizado pelo Município, no âmbito do Programa Água Viva

A medição de vazão dos corpos hídricos de Palmas foi o tema de uma capacitação realizada na tarde desta quarta-feira, 26, para técnicos do Programa Água Viva, da Fundação Municipal de Meio Ambiente (FMA) e parceiros. A intenção é oferecer conhecimento especializado para a conservação de rios, ribeirões, lagos e similares, além de subsidiar os trabalhos de licenciamento de órgãos ambientais e ainda oferecer parâmetros de segurança e proteção, subsidiando as atividades de Defesa Civil.

A capacitação foi ministrada pelo professor e meteorologista do Núcleo Estadual de Meteorologia e Recursos Hídricos da Universidade do Tocantins (Unitins), José Luiz Cabral. Ele avaliou como “extremamente importante” o trabalho de medição de vazão realizado pelo município. “Caracterizar e identificar o potencial das bacias hidrográficas urbanas em Palmas é um trabalho que exige técnica específica e conhecimento e este é o nosso intuito, compartilhar nossos conhecimentos na parte da hidrometria para que os trabalhos sejam realizados com maior assertividade”, destacou.

A engenheira ambiental do Instituto Natureza do Tocantins, Cintia Mara Araújo Sousa, avaliou que a capacitação reforça as condições de desenvolver seu trabalho com maior eficiência. “Para desenvolver trabalhos de analista este conhecimento sobre medição de vazão vai contribuir para a análise de projetos de licenciamento de empreendimentos diversos”, concluiu.

O biólogo da Fundação de Meio Ambiente, Marcelo Grison, comentou que o trabalho de medição de vazão dos corpos hídricos de Palmas já é realizado pelo município no âmbito do Programa Água Viva, mas que as capacitações e atualizações são sempre necessárias e tem por objetivo ajudar no aprimoramento das habilidades técnicas. “A entrega de um trabalho de excelência pressupõe a necessidade de capacitação constante e este aprimoramento dos conhecimentos sobre hidrometria vão nos ajudar a desenvolver melhor nossas atividades”, disse Grison.

Ele lembrou que a hidrometria tem diversos usos, e pode ser definida como o método de medição de velocidade e vazão, para os estudos quantitativos dos recursos hídricos. Além do monitoramento dos corpos hídricos, o conhecimento pode ser utilizado para acompanhamento do abastecimento de água; de descarte de efluentes; controle de cheias e secas em rios urbanos; construção de pontes; análise da contaminação de rios, além de ser fundamental para as atividades de geração de energia, dentre outros.

Programa Água Viva

O Água Viva é um programa é realizado pela FMA em parceria com as demais pastas municipais e tem como objetivo cuidado e a conservação das nascentes, dos olhos d’água perenes e das áreas de preservação permanente.