Ministério da Saúde reconhece ações de nutrição implementadas pela Prefeitura de Palmas

Secretaria Municipal da Saúde

Autor: Fernanda Mendonça / Edição: Denis Rocha | Publicado em 23 de fevereiro de 2024 às 05:41

Iniciativas servem como espelho para outros municípios do país e reforça compromisso da gestão com população

O Ministério da Saúde (MS), a Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (Opas/OMS) e a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) reconheceram duas práticas exitosas em alimentação e nutrição desenvolvidas pela Prefeitura de Palmas, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semus). Os projetos destacados são: ‘Implementação da Estratégia Amamenta e Alimenta Brasil na Atenção Primária à Saúde de Palmas’ e as ‘Estratégias para o Fortalecimento da Vigilância Alimentar e Nutricional no Município de Palmas’.
 
As experiências de Palmas integram o Laboratório de Inovação em Alimentação e Nutrição na Atenção Primária à Saúde e compõem as 101 iniciativas nacionais reconhecidas pelas instituições. Ambos servirão como modelo para outros municípios do país.
 
O projeto ‘Implementação da Estratégia Amamenta e Alimenta Brasil na Atenção Primária à Saúde de Palmas’ é uma estratégia para incentivar a amamentação e garantir a alimentação adequada e saudável das crianças. Ela envolve uma série de ações e políticas públicas que visam apoiar as mães na amamentação e promover a alimentação complementar saudável para bebês e crianças pequenas.
 
Já o projeto ‘Estratégias para o Fortalecimento da Vigilância Alimentar e Nutricional no Município de Palmas’ faz parte de um conjunto de ações destinadas a monitorar e avaliar a situação nutricional da população. São coletados e analisados dados sobre hábitos alimentares, estado nutricional dos pacientes, prevalência de doenças relacionadas à alimentação, entre outros fatores. Esses dados orientam políticas e intervenções voltadas para a promoção da saúde e nutrição da população de Palmas.
 
Os trabalhos foram idealizados e são conduzidos pela nutricionista Camilla Rodrigues e a enfermeira Ester Monteiro, ambas da rede municipal de Saúde, e conta com apoio dos demais servidores envolvidos na área nutricional.
 
De acordo com a secretária da Semus, Anna Crystina Mota, esse reconhecimento reflete o esforço coletivo dos profissionais de saúde. "O projeto proporciona um diagnóstico mais preciso das condições de saúde de toda a comunidade", destaca Anna, enfatizando o compromisso contínuo da gestão municipal com a promoção da alimentação adequada e saudável, especialmente na primeira infância.
 

Resultados
 
Em 2023, a Semus enviou relatórios e dados com experiências que foram aceitas e publicadas no mapa interativo do laboratório, refletindo o trabalho da Área de Alimentação e Nutrição da Semus. Foram avaliados os dados de anos anteriores em Palmas, constatando um aumento significativo na cobertura de avaliações nutricionais na atenção básica, passando de 14,79% em 2021 para 38,21% em 2022. Destaque para o aumento na cobertura entre idosos (de 25,5% para 88,9%) e adolescentes (de 10,0% para 27,8%).
 
Essa experiência permite que profissionais de saúde compreendam melhor a importância dos marcadores alimentares e promovam orientações nutricionais.