Monitoramento e fiscalização do transporte público ganham reforço após qualificação de agentes de trânsito

Secretaria Municipal de Segurança e Mobilidade Urbana

Autor: Redação/ Edição: Lorena Karlla | Publicado em 17 de março de 2022 às 11:18

Curso qualificou os agentes para reforçar a atuação nos segmentos que integram o sistema do transporte público na Capital

 

Os agentes de Trânsito e Transporte da Secretaria Municipal de Segurança e Mobilidade Urbana (Sesmu) concluíram o curso de ‘Fiscalização em Transporte Público Urbano’ que os habilitam a reforçar os trabalhos de monitoramento e fiscalização viária nos segmentos que integram o sistema do transporte público na Capital. O curso teve fim na tarde desta quarta-feira, 16, no auditório do Resolve Palmas, na Avenida JK.

Para a superintendente de Trânsito e Transporte, Valéria Oliveira, a qualificação veio em um momento oportuno, e marca o início das ações para a construção do Plano de Mobilidade Urbana (Planmob), com a discussão também do novo modelo do sistema do transporte coletivo. “O curso objetivou qualificar os nossos profissionais para que eles possam assumir pontos estratégicos e colaborar com a perspectiva de mudanças no planejamento do sistema de transporte de Palmas”, destacou.

O encerramento do curso contou com a participação da presidente do Instituto 20 de Maio (IVM), Jacqueline Vieira da Silva, que celebrou a parceria com os agentes municipais. “Este curso, particularmente, tem uma utilidade prática de grande relevância. As qualificações com a participação dos servidores da Sesmu são motivadoras, além de terem uma utilidade que está diretamente ligada ao cidadão, ou seja, de grande utilidade pública. E essas características precisam ser reconhecidas e valorizadas”, ressaltou.

Parceria

A iniciativa é fruto da parceria entre a Secretaria de Segurança e Mobilidade Urbana (Sesmu), e o Instituto 20 de Maio, sendo as aulas coordenadas pela empresa especializada Instituto Tocantinense de Aprendizagem e Serviços Especializados em Trânsito (Itaset). O curso teve início em meados do mês passado, com carga horária de 80 horas/aula, dividido em quatro módulos entre aulas teóricas e práticas. Participaram da qualificação cerca de 40 agentes.