‘MudaClima’ terá plantio de 150 mudas de árvores na Praça do Vale Do Sol

Fundação Municipal de Meio Ambiente

Autor: Redação Secom | Publicado em 12 de dezembro de 2019 às 16:57

  Ação contará com participação de alunos da ETI Caroline Campelo e da população dos bairros da região


Em torno de 150 mudas serão plantadas nesta sexta-feira, 13, a partir das 9 horas, na Praça do Vale do Sol, APM F Av. Taquaruçu (antiga Policlínica) com Rua SF 11. Segundo informou o diretor de Gestão Ambiental da Fundação Municipal de Meio Ambiente (FMA) Marcelo Grison a ação contará com a participação de 50 alunos da Escola de Tempo Integral (ETI) Caroline Campelo e população dos bairros do entorno. O plantio será realizado com mudas produzidas pela própria Prefeitura. São espécies nativas do Cerrado, que promovem sombreamento, frutas e auxilia na qualidade do clima.

 

O plantio faz parte do Programa ‘MudaClima’, que tem a meta de plantar 30 mil mudas de árvores para ampliação de áreas arborizadas na Capital e recuperação de áreas degradadas. “Também é objetivo dar continuidade a ações anteriores do Município, que tinham o objetivo de ampliar a presença de árvores, com plantios realizados em canteiros e áreas verdes”, explicou Marcelo Grison.

 

O 'MudaClima'  pretende ainda reforçar a adesão de Palmas à meta 13 dos 'Objetivos de Desenvolvimento Sustentável', propostos pela Organização das Nações Unidas (ONU), que trata do Combate às Alterações Climáticas.

 

O programa está executando a arborização de áreas e equipamentos públicos de uma mesma região, incluindo avenidas, áreas públicas e arredores de equipamentos públicos, quadras vizinhas, incluindo praças, escolas, postos de saúde, dentre outros.

 

A Fundação Municipal de Meio Ambiente de Palmas está à frente do programa em parceria com a Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos (Seisp), a Secretaria de Desenvolvimento Rural e o Instituto de Planejamento Urbano de Palmas. “Mas contamos com a população para o programa dar certo, pois temos responsabilidade de plantar, mas todos devem cuidar para as mudas virarem as árvores que todos esperam”, alertou o diretor Marcelo Grison. 

 

 




Edição: Lorena Karlla