Mulheres do Residencial Copacabana participam de curso de culinária

Secretaria de Habitação

Autor: Wédila Jácome | Publicado em 26 de agosto de 2021 às 10:08

Curso faz parte das ações do Município no trabalho de pós-ocupação dos empreendimentos; capacitações ajudarão na inserção das famílias na comunidade

O curso de culinária Salgadeiro Profissional chegou para capacitar mulheres moradoras do Residencial Copacabana, que poderão ter um incremento ou fonte principal de renda, já que muitas delas estão em situação de desemprego. O curso teve início nesta quarta-feira, 25, e prossegue até o dia 09 de setembro. A iniciativa faz parte das ações do Município no trabalho de pós-ocupação dos empreendimentos, com a realização de capacitação profissional e ações nas áreas de educação, saúde, de desenvolvimento social, que ajudarão na inserção dessas famílias na comunidade.

Moradora do residencial há quatro anos, Francisca Eliete Bezerra, de 49 anos, acredita que o curso chegou para dar mais força ao sonho de trabalhar por conta própria, montar um negócio que possa ser para ela e para sua duas filhas no futuro. “Meu sonho é montar algo para mim, eu já sei cozinhar, mas agora quero me aperfeiçoar”, conta Francisca, que é viúva e trabalha em “casa de família”, como ela define, para sustentar suas duas filhas de menores.

Para a desempregada Pedriana Araújo Lustosa, de 28 anos, o curso não poderia chegar em melhor hora. Com esperança, ela acredita que após as aulas poderá fazer salgados para vender e reforçar a renda familiar, que atualmente só tem com as poucas diárias que consegue fazer.

No curso realizado no caminhão do Senai, estacionado em frente ao condomínio, essas mulheres estão aprendendo a fazer salgados saudáveis, pizzas, sanduiches, salgadinhos de festas fritos e assados, tortas e outras variedades. “Sabendo fazer a massa, que é a base, dá para fazer muitas variações”, explica a instrutora do Senai, Ana Karla, engenheira de alimentos e nutricionista.

Sobre os cursos

Os cursos fazem parte do projeto de trabalho técnico social que tem a parceria com a Caixa Econômica Federal e que contemplará um total de 4.312 famílias de 17 empreendimentos entregues pela Prefeitura, com a realização de 66 cursos profissionalizantes, 32 palestras, 71 campanhas educativas e 10 seminários.