Operação Trânsito Mais Seguro removeu 146 veículos e aplicou 389 autos de infrações na Capital

Secretaria Municipal de Segurança e Mobilidade Urbana

Autor: Márcio Greick | Publicado em 01 de dezembro de 2022 às 13:14

Foram feitas mais de mil abordagens entre carros e motos no período de 11 a 29 de novembro

A Prefeitura de Palmas, através da Secretaria Municipal de Segurança e Mobilidade Urbana (Sesmu), realizou no período de 11 a 29 de novembro, a Operação Trânsito Mais Seguro, com foco em motocicletas. Ao todo foram feitas 1.048 abordagens com 146 remoções e 389 autos de infrações aplicados. Os trabalhos contaram com o apoio operacional dos efetivos da Guarda Metropolitana de Palmas (GMP) e da Polícia Militar (PM), que averiguaram as condições funcionais, a documentação dos veículos e do responsável pela condução.

De acordo com os dados, mais de 780 motocicletas foram parados, resultando na remoção de 121 delas por apresentaram irregularidades como falta de equipamentos obrigatórios, escapamentos sem dispositivo silenciador, placas sem lacres, licenciamento atrasado, ou sem condições de tráfego.

O Agente de Trânsito, Klébio dos Santos Braga, que atuou em uma das equipes de fiscalização, dise que foram removidas motos com problemas na documentação e principalmente com irregularidade no veículo. “Demos uma atenção as motos que fazem entrega de aplicativos, e a PM fazia vistoria em situações de crime nestes veículos, além dos testes de alcoolemia” concluiu.

As abordagens buscaram ainda identificar e retirar das ruas, carros ou condutores que estivessem transitando na ilegalidade, em desacordo com as orientações do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), dessa forma, 261 foram abordados e 24 removidos. Os agentes também realizaram 59 testes de alcoolemia, e registraram três crimes de trânsito.  

Para a superintendente de Trânsito da Sesmu, Valeria Oliveira, a ‘Operação Trânsito Mais Seguro’ faz parte de uma programação que a Superintendência tem desenvolvido em relação a redução de números de acidentes graves e fatais, em conformidade com o que estabelece o Plano Nacional de Redução de Mortes no Trânsito (Pnatrans). “Além das medidas educativas está previsto a realização dessas operações repressivas de forma integrada entre as forças de segurança o que resulta em dados positivos para sociedade.

Para o Comandante do Policiamento da Capital, Tenente Coronel, Flávio Brito, a operação foi um sucesso. “A operação foi extremamente satisfatória, contou com a presença das forças de segurança nas ruas onde a população pode perceber a atuação incisiva dos órgãos de segurança no sentido de disciplinar e tornar o trânsito mais seguro”.

As blitze aconteceram em locais estratégicos da cidade, a exemplo das Avenidas NS-01, NS-02, NS-04, NS-15, em frente a UFT, Avenida Tocantins, próximo ao Sesc, Avenida I no Parque João do Vale, Jardim Aureny III, Avenida LO-10, Avenida JK, entre a Marginal e a Avenida NS-10.