Pais levam filhos menores de cinco anos para serem imunizados contra a poliomielite

Secretaria Municipal da Saúde

Autor: Redação Semus | Publicado em 08 de agosto de 2022 às 13:52

Campanha termina no dia 09 de setembro; além da paralisia infantil, Caderneta da Criança e do Adolescente esta sendo atualizada

Na manhã desta segunda, 08, foram iniciadas as campanhas de vacinação contra poliomielite e atualização da Caderneta da Criança e do Adolescente nas Unidades de Saúde da Família (USF) da Capital. O prazotermina no dia 09 de setembro, mas alguns pais já compareceram no primeiro dia e garantiram as doses de saúde para seus filhos. Este foi o caso da jornalista Wendy Almeida, mãe da Rafaela, de 03 anos. “Eu acho muito importante essa vacina. Tenho uma amiga que tem uma filha com paralisia infantil e é muito sofrido para os pais e principalmente para a criança. Então, eu sempre tento manter atualizado o cartão de vacinação da minha pequena para evitar que ela pegue doenças”, explicou.

Os pais da Manuela, de apenas 03 anos, Ana Carolina e Elton Gewehr também optaram por levar a filha no primeiro dia para tomar a gotinha. “Tem muitas doenças que já tinham sido erradicadas voltando, então viemos fazer nossa parte”, disse Elton, ao complementar que ele e a esposa sempre incentivam a família e os amigos que têm crianças a manter o cartão de vacina em dia. “É necessário que todos os pais tenham consciência da importância disso, porque se uma criança não toma, o perigo volta”, completou.

A Vacina Oral Contra Pólio (POV) previne a paralisia infantil e é destinada para crianças maiores de um ano e menores de cinco. A Secretaria Municipal de Saúde (Semus) estima imunizar cerca de 18 mil crianças dessa faixa etária aqui na Capital. 

Simultaneamente à campanha da pólio, o Ministério da Saúde também lançou a campanha de multivacinação para atualização da Caderneta da Criança e do Adolescente para reduzir o número de não vacinados e melhorar a cobertura vacinal. Ciente disso Clebson Raul, 32, levou os filhos Maria Clara e Clebson Filho para tomarem a vacina da febre amarela que estava atrasada.

“Era para eles terem tomado a vacina no início do ano, mas nos mudamos de cidade e na correria acabei esquecendo, daí quando trouxe eles para tomar a vacina da Covid-19 na semana passada reparei que tava faltando a da febre amarela e que a campanha de vacinação iniciava hoje. Daí já trouxe eles para não esquecer de novo”, comentou Raul.

Para otimizar as campanhas, a Central de Rede de Frio (Cemurf) da Secretaria Municipal da Saúde de Palmas (Semus) remanejou algumas unidades que estavam atendendo ou só no horário da manhã ou no tarde para atenderem das 8 às 17 horas. Segue abaixo, a programação atualizada dos locais e horários de vacinação nas Unidades de Saúde da Família (USFs).

 

Confira abaixo, os locais e horários de vacinação:

08 às 17 horas

USF Francisco Júnior - Arso 41 (403 sul)
USF Arno 42 (USF 405 norte)
USF Arne 51 (406 Norte)
USF Arno 44 (409 Norte)
USF Arno 61 (503 Norte)
USF Arne 64 (508 Norte)
USF Santa Fé
USF Liberdade
USF José Hermes
USF Novo Horizonte
USF Eugênio Pinheiro
USF Walterly Wagner (Taquaruçu Grande) 
USF Mariazinha (Buritirana) 
USF Walter Morato (Taquaruçu ) 
USF Albertino Santos - Arse 101 (1.004 Sul)

Manhã - 08 às 12 horas

USF José Luiz Otaviani - Arno 33 (307 Norte)
USF Loiane Moreno - Arse 24 (210 Sul)
USF Arno 71 (603 Norte)
USF ARS-SE 75 (712 Sul)
USF Arse 82 (806 sul)
USF Satilo Alves de Sousa - Arso 111 (1.103 Sul)
USF Alto Bonito
USF Aureny II
USF Morada do Sol
USF Santa Bárbara
 USF Laurides Milhomem
USF Bela Vista
USF Taquari 


Tarde - 13 às 17 horas

USF Arno 41 (403 Norte) 
USF Deise de Fátima -  Arse 13 (108 Sul)
USF 207 Prof Isabel Auler - Arso 23 (207 Sul)
USF Valéria Martins - Arse 122 (1.206 Sul)
USF José Lúcio
USF Santa Bárbara