Palmas receberá doação de EPIs do poder Judiciário

Secretaria da Saúde

Autor: Redação Semus | Publicado em 22 de abril de 2020 às 16:27

A intenção do Judiciário é fazer as doações a outros municípios tocantinenses e ao Estado


Representantes do Poder Judiciário do Tocantins visitaram a Secretaria Municipal da Saúde de Palmas (Semus) nesta quarta-feira, 22, para realizar um levantamento das principais demandas existentes na Rede de Saúde da Capital em relação ao enfrentamento do coronavírus (Covid-19). O objetivo final da reunião foi viabilizar uma parceria que pode resultar na aquisição de equipamentos e insumos que deverão ser doados pelo Judiciário ao Município de Palmas.

 

Segundo o secretário executivo da Semus, Higor de Sousa Franco, hoje a Rede Municipal de Saúde está priorizando a aquisição de testes reagentes, testes rápidos, equipamentos de proteção individual (EPIs), como luvas, máscaras cirúrgicas e macacões. “Esses produtos são os mais necessários no combate à Covid-19 em Palmas, no estado do Tocantins e em todo o mundo. À medida que o cenário da pandemia evolui, precisaremos cada vez mais desses insumos”, afirmou, acrescentando que outra necessidade é a aquisição de respiradores artificiais.

 

O Poder Judiciário está realizando o mapeamento das principais demandas de Palmas, de outros municípios tocantinenses e também do Estado. De posse desse levantamento, a intenção é comprar os produtos e doar aos órgãos municipais e estaduais.

 

Uma das dificuldades que os gestores públicos estão enfrentando é a disputa no mercado pelos mesmos produtos. O mundo inteiro está precisando de EPIs, testes de Covid-19 e respiradores e, em função disso, muitos fornecedores nacionais e internacionais estão aumentando os preços abusivamente. O secretário executivo salientou que essa é uma preocupação compartilhada pela Semus e Judiciário. Isso motivou a realização um estudo de mercado (por ambos) para identificar os fornecedores que estejam praticando preços mais razoáveis. “O desafio dos órgãos públicos é comprar produtos de qualidade, mas com preço justo”, explicou Higor Franco.

 

O secretário lembrou ainda que, atualmente, Palmas está abastecida com EPIs, mas é muito importante preparar os estoques do Município para a evolução da pandemia,  que vai se estender por mais alguns meses, segundo estimativas do Ministério da Saúde e da Semus.