Pesquisadoras da Fesp compõem a Câmara Técnica de Apoio ao Comitê de Crise para Prevenção, Monitoramento e Controle do coronavírus (Covid-19)

Fundação Escola de Saúde Pública

Autor: Redação Fesp | Publicado em 14 de abril de 2020 às 15:37

Durante a reunião foram discutidas e elencadas diretrizes e estratégias em âmbito estadual, que vão contribuir para fundamentar cientificamente e tecnicamente ações de governo, para enfrentar a pandemia do novo Coronavírus (Covid-19)

Para contribuir no planejamento das ações da Câmara Técnica de Apoio ao Comitê de Crise para a Prevenção, Monitoramento e Controle do Vírus Covid-19 Novo Coronavírus, do Governo do Estado do Tocantins, pesquisadoras e colaboradoras da Fundação Escola de Saúde Pública de Palmas (Fesp),  as doutoras  Lorena Dias Monteiro e Eliane Pereira Franchi, ambas enfermeiras,  participaram na manhã desta terça-feira, 14, da reunião por videoconferência promovida pela Universidade Estadual do Tocantins (Unitins), com os demais representantes dos órgãos estratégicos que atuam na prevenção e monitoramento do novo coronavírus (Covid-19).

 

Durante a reunião foram discutidas e elencadas diretrizes e estratégias em âmbito estadual, que vão contribuir para fundamentar cientificamente e tecnicamente ações de governo, para enfrentar a pandemia do novo Coronavírus. De acordo com membros do Governo do Estado, os pesquisadores com conhecimento na área de saúde, vão ajudar a analisar o desdobramento do cenário de contágio do vírus, compartilhando resultados de estudos e oferecendo soluções a partir de uma abordagem científica e tecnológica.

 

A doutora em Doenças Tropicais, Eliane Franchi, conta que participar do grupo é um privilégio para os pesquisadores da Fesp, pois o Comitê é composto por vários pesquisadores e profissionais da saúde especializados e cientistas que atuam na área, compondo uma equipe multidisciplinar que tem como intuito dar suporte técnico e científico para ações e decisões governamentais. “É importante a união de esforços de todas áreas neste momento para o Tocantins passar por este momento de forma mais tranquila, lembrando que um dos grandes diferenciais do Brasil com relação a outros países no combate à pandemia é justamente contar com um sistema unificado de saúde, que é o Sistema Único de Saúde (SUS), portanto é acertado unir todos os conhecimentos nesta tarefa”, destacou.  

 

Para a doutora em Saúde Coletiva, Lorena Monteira, a Fesp está aberta para apoiar o grupo de especialistas na Câmara Técnica dando suporte no gerenciamento e também apoiando as orientações de tomada de decisão da gestão estadual. “Sabemos que o mais importante é o diálogo e a união de todas as instituições e pessoas em prol da resolução da crise", observou a especialista.

 

A Câmara, sob coordenação da Unitins, será composta por profissionais técnicos especializados, pesquisadores e cientistas das áreas de saúde e de políticas públicas do Governo, além de demais órgãos e poderes.