Pesquisadores da Fesp participam de treinamento da Comissão Nacional de Ética em Pesquisa

Fundação Escola de Saúde Pública

Autor: Redação Fesp | Publicado em 13 de maio de 2019 às 10:23

Evento contou com a participação de  pesquisadores do Tocantins, Maranhão e Piauí

 

Com a participação expressiva de pesquisadores vinculados à Fundação Escola de Saúde Pública de Palmas (Fesp) aconteceu, na última semana na Capital, o treinamento sobre a Resolução do Conselho Nacional de Saúde nº 441 que trata sobre materiais biológicos: biobancos e biorrepositores, promovido pelo Comitê de Ética em Pesquisa vinculado à Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (Cep/Conep). O evento contou com pesquisadores do Tocantins, Maranhão e Piauí.

 

Na pauta de discussões: o papel e a participação dos representantes dos usuários nos CEPs; panorama do sistema CEP/Conep; especificidades éticas em pesquisas das Ciências Sociais (Resolução 510/16); especificidades éticas em pesquisas das Ciências Biomédicas; especificidades éticas das pesquisas de interesse estratégico para o Sistema Único de Saúde (SUS) - Resolução 580/18; material biológico humano em pesquisas: biobancos e biorepositores. Também houve espaço para atendimento relacionado a dúvidas sobre a Plataforma Brasil e processo do CEP.

 

“A realização de oficinas, com posterior explanação em plenária dos principais assuntos abordados, possibilitou aos participantes esclarecer várias dúvidas quanto às questões éticas mais frequentemente observadas nos projetos de pesquisa submetidos ao Comitê de Ética em Pesquisa”, avaliou a coordenadora do CEP/Fesp, a enfermeira Eliane Patrícia Franchi, complementando que “de acordo com a Conep, o treinamento realizado em Palmas é o primeiro feito com uma nova metodologia, e seguirá sendo realizado nas demais regiões do País.”

 

“O Comitê é um instrumento que facilita o registro das pesquisas envolvendo seres humanos e orienta a tramitação de cada projeto dentro do ponto de vista ético. Então, um momento como esse em que se esclarece todas as dúvidas é muito pertinente porque respalda nossos pesquisadores do SUS aqui da Capital, tendo a certeza de que estamos no caminho certo contribuindo para o desenvolvimento dos profissionais e para a qualidade dos serviços ofertados aos usuários”, avaliou a presidente da Fesp, Jaciela Leopoldino.

 


Revisão e postagem: Iara Cruz