Plantio de árvores deve resultar na formação de um bosque na Avenida JK, Centro de Palmas

Fundação Municipal de Meio Ambiente

Autor: Georgethe Pinheiro | Publicado em 21 de fevereiro de 2020 às 18:16

Ação foi realizada em parceria entre a FMA e CAU-TO na Quadra Arne 12 e faz parte das ações do Programa ‘MudaClima’


 

Em pouco tempo o Centro de Palmas poderá desfrutar dos benefícios de um bosque urbano. É que na tarde desta sexta-feira, 21, a Fundação Municipal de Meio Ambiente (FMA), em parceria com o Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Tocantins (CAU-TO) plantaram cerca de 50 árvores na Área Verde da Arne 12, próxima a Escola Comecinho de Vida. A ação faz parte do Programa ‘MudaClima’.

 

Foram diversas espécies plantadas, de acordo com as recomendações do Plano de Arborização de Palmas. Participaram da atividade arquitetos do CAU-TO e técnicos da Prefeitura da Capital, que defendem o programa como uma ação positiva de proteção ao Meio Ambiente.

 

O vice-presidente do Conselho, o arquiteto Hildebrando Ferreira Paz, comemorou a realização do plantio, que ele diz que em breve deve contribuir para melhoria do clima na Avenida JK.

 

“Nos estudos para minha tese de mestrado pesquisei sobre a importância da arborização para o clima urbano e identifiquei em nossa cidade diversas ilhas de calor e de frescor. Estou feliz, porque este local é uma área verde que agora está recebendo o tratamento adequado”, disse Hildebrando.

 

Ele acrescentou que o local vai se transformar num bosque, de plantas diversificadas. “A melhor é que aqui estamos observando todas as regras do Plano de Arborização, profundidade e distância entre as covas, espécies adequadas ao local”, explicou.

 

A presidente da FMA, Meire Carreira, ressaltou a importância de realizar este plantio em parceria com o Conselho de Arquitetura. “O envolvimento do CAU é emblemático e aqui destaco o protagonismo desses profissionais, a exemplo do arquiteto Hildebrando, que inclusive é estudioso da importância da arborização para o conforto urbano”, disse Meire Carreira.

 

O presidente do CAU-TO, Silenio Martins Camargo, também presente na ação do ‘MudaClima’, considerou o plantio benéfico para o meio ambiente . Ele disse ainda que espera que outros profissionais da área de urbanismo também possam adotar a ideia. “O Programa ‘MudaClima’ é importante para o futuro de nossa cidade e reflete a preocupação da administração municipal com a qualidade do meio ambiente; Palmas já precisava dessa arborização há bastante tempo”, avaliou.

 

Já o arquiteto Daniel de Souza Pimentel Cavalcante fez questão de plantar uma árvore junto com seu filho de três anos, Emanuel Pires Milhomem Pimentel. Ele considerou que a experiência deve influenciar para despertar em seu filho uma consciência sobre a preservação ambiental.

 

“Acredito que este ato de plantarmos juntos esta árvore – Ingá Feijão – ajuda na educação ambiental de meu filho. Quero voltar aqui com ele, acompanhar o desenvolvimento de nossa árvore e quem sabe um dia trazer uma placa com o nome dele e a data do plantio”, disse Daniel.

 

Quem também participou do plantio foi a secretária de Comunicação, Ivonete Motta, que plantou um Angico e disse que era uma homenagem ao seu esposo, o arquiteto Paulo Kellerman, que tem essa árvore como preferida.

 

 

 

Edição: Lorena Karlla