Pré-Conferência estimula a participação popular na tomada de decisões sobre o SUS

Secretaria da Saúde

Autor: Redação Semus | Publicado em 15 de fevereiro de 2019 às 15:20

Cinco pré-conferências antecedem a XI Conferência Municipal de Saúde que acontece em março


Com a participação popular de moradores da região e comunidade escolar da Escola de Tempo Integral Almirante Tamandaré, o Conselho Municipal de Saúde e gestores acolheram na manhã desta sexta-feira, 15, durante a primeira pré-conferência, as propostas da comunidade que serão levadas para a XI Conferência Municipal de Saúde, que será realizada nos dias 26 e 27 de março na Capital.

 


O evento contou com apresentações culturais do projeto de percussão Tamandalata desenvolvido pela escola e do senhor Bia Dantas, que trouxe um cordel refletindo a realidade do Sistema Único de Saúde (SUS) na visão de um usuário.

 


Tanto às pré-conferências quanto às conferências municipais e estaduais são preparatórias para a 16ª Conferência Nacional de Saúde (04 a 07 de agosto em Brasília-DF) que tem como tema Democracia e Saúde. Três eixos temáticos permeiam o debate: Saúde como direito focando no controle social na garantia desse direito; Consolidação do SUS que busca reafirmar, entre outros princípios do SUS, a universalidade, equidade, integralidade e participação social; e o Financiamento do SUS, que busca combater o subfinanciamento ou investimentos precários, de forma a garantir acesso aos serviços de saúde a todos.

 


Os três eixos temáticos foram apresentados pelo secretário executivo da Secretaria Municipal de Saúde (Semus), Frederico Silvério, que abriu espaço para o debate e apresentação de propostas.

 


“As sugestões de cada pré-conferência serão acolhidas e levadas para a conferência municipal de onde sairão 56 delegados que levarão essas propostas para a etapa estadual que acontece em junho e de lá para a nacional que acontece em agosto. Por isso, é muito importante que a população participe das discussões, aqui é momento ideal para se posicionar e levantar propostas”, ressaltou o presidente do Conselho Municipal de Saúde, Antônio Grangeiro Saraiva.

 


O secretário de Saúde, Daniel Borini, também acredita que a participação popular é fundamental. “Nós precisamos chamar os usuários para a gestão do SUS que está em constante ameaça, quer seja pelas mudanças políticas quer seja pelas emendas constitucionais. A nossa presença nesses debates pode sim fazer a diferença na defesa do SUS”, frisou.

 


A funcionária pública Antônia Irene, que é moradora da Arso 131, fez questão de participar e reivindicar melhorias no atendimento do Centro de Saúde da Comunidade de sua quadra. “O povo tem que participar, aqui é momento em que nós temos voz e que os gestores podem ouvir o que realmente precisamos e onde é preciso melhorar”, considerou.

 


A XI Conferência Municipal de Saúde que acontecerá nos dias 26 e 27 março, no auditório do Centro Universitário Integrado de Cultura, Ciência e Arte da Universidade Federal do Tocantins (Cuica/UFT), conta com o apoio e parceria da Secretaria Municipal de Saúde (Semus) e da Fundação Escola de Saúde Pública de Palmas (Fesp).

 

 

Serviço

 


22/02 - 2ª Pré-Conferência no Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU) no setor Morada do Sol - das 8 às 12 horas

 

09/03 - 3ª Pré-Conferência na ETI Eurídice de Melo (Jardim Aureny III) - das 8 às 12 horas

 

15/03 - 4ª Pré-Conferência na ETI Padre Josimo (ACSU-NO 40) - das 8 às 12 horas

 

16/03 - 5ª Pré-Conferência no Parque da Pessoa Idosa Francisco Xavier de Oliveira - das 8 às 12 horas

 

26 e 27/03 - XI Conferência Municipal de Saúde - Cuica/UFT

 





 

Edição e postagem: Lorena Karlla